Com reedição de 2005, carnavalesco da Mancha promete: “vai ser bem diferente”

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2016 18h00

Desfile da Mancha Verde em 2015

Reprodução/Facebook Desfile da Mancha Verde em 2015

Rebaixada em 2015, ano em que prestou homenagem ao centenário do Palmeiras, a Mancha Verde aposta na reedição do enredo de 2005 para voltar à elite do Carnaval de São Paulo. “Mato Grosso, Uma Mancha Verde no Coração do Brasil” está sendo desenvolvida pelo carnavalesco Magoo, que contou a Cris Santos, repórter da Jovem Pan, detalhes desse trabalho.

“A única coisa que será igual ao Carnaval de 2005 será o samba-enredo, porque praticamente será uma releitura do enredo. Vamos com fantasias bem diferentes e os carros alegóricos. A escola está apostando muito nesse enredo”, destacou Magoo. “Está sendo desenvolvido desde junho com a diretoria e até agora o resultado está sendo muito bom”.

O enredo em homenagem ao Mato Grosso levou a escola de samba Manche Verde pela primeira vez, em 2005, ao grupo especial do Carnaval paulista. “Nós começamos a falar sobre o pantanal mato-grossense, sobre as riquezas naturais do estado. Passando por lendas, histórias e curiosidades do Mato Grosso. Passando depois pelo turismo, que é um ponto muito forte do estado, e finalizamos pela agricultura”, explicou.

Ainda de acordo com o carnavalesco, reeditar um enredo não é tão fácil quanto reapresenta-lo, visto que diferenças são mais do que necessárias entre as duas versões. Tanto que, quando o presidente da escola lhe apresentou o projeto pela primeira vez, o próprio Maggo afirmou que ficou “com um pé atrás”.

“Ele concordou comigo. Eu posso até reeditar, mas não quero nem ver a parte de fantasia, o que foi feito no Carnaval passado na parte de fantasia, o que não foi, o visual. Quero fazer tudo de novo. Eu reescrevi o enredo e em cima dele eu comecei e desenvolver as fantasias e os carros alegóricos. Então a mancha verde vai bem diferente de 2005”, afirmou o carnavalesco.

A agremiação será a sexta a passar pelo Anhembi no dia 7 de fevereiro, data em que desfila o Grupo de Acesso do Carnaval de São Paulo.