Corpo de Bobbi Kristina tinha sinais de lesões agudas, diz revista americana

  • Por Jovem Pan
  • 04/03/2016 18h30

Bobbi Kristina e seu meio-irmão

Bobbi Kristina e seu meio-irmão

Perto de fazer um ano desde sua morte, o caso de Bobbi Kristina Brown continua dando pano para a manga. Investigado como homicídio, o falecimento já teve a causa divulgada como uma combinação de drogas e afogamento, mas informações liberadas nesta sexta-feira (4), indicam que a filha de Whitney Houston sofreu uma série de agressões.

De acordo com a revista “People”, o corpo de Bobbi mostrava sinais de lesões agudas, incluindo uma depressão no crânio e hematomas em seus braços e coxas, além de dezenas de cicatrizes. Mais cedo, a revista chegou a divulgar que maconha e álcool estavam envolvidos na causa da morte, assim como sedativos e drogas para tratar ansiedade.

Em julho de 2015, época em que ela foi morta, o “TMZ” divulgou a notícia de que o namorado de Bobbi, Nick Gordon, era apontado como suspeito do homicídio. Na época, a autópsia havia revelado que o corpo da jovem não apresentava lesões significativas.

O principal suspeito é o namorado de Bibbi, Nick Gordon. A família dela alega que ela “morreu durante uma violenta discussão com o réu”, que “injetou nela uma mistura tóxica”. Enquanto isso, ele os processa, rebatendo que as acusações são difamatórias.