Dado Dolabella rebate críticas e alfineta Piovani: “só falta cuspir e falar”

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2016 15h16
Dado Dolabella

Embora tenham se passado quase oito anos do conturbado fim de relacionamento entre Dado Dolabella e Luana Piovani, os internautas não se esqueceram do caso de agressão ocorrido em 2008. Na página oficial do ator no Facebook, uma internauta o criticou relembrando o fato: “Gnt(sic), serio, o quão pode ser real o veganismo de alguém que bate em mulher? Qndo boicotamos mtas coisas por animais devemos boicotar caras machistas tb, afinal é direito só dos animais ou é não especismo e não exploração de todos?”.

Dado rebateu lembrando que, na época da ocorrência, ele ainda comia carne e perguntou o porquê de chamá-lo de machista: “Qta(sic) besteira… primeiro qdo rolou essa polemica eu era carnísta… nao era vegan. Segundo, da onde vc tirou q eu sou machista?”.

Em outro comentário, ele afirma que Luana Piovani “arruma confusão toda semana”: “Terceiro… vc(sic) esta citando um fato q aconteceu ha 10 anos atras com uma mulher (Luana Piovani) q arruma confusão a vida toda.. toda semana. E usando o verbo bater no presente. Soh falta cuspir e falar”.

Entenda o caso:

Tudo começou quando Dado Dolabella supostamente agrediu Luana Piovani em 2008, enquanto a atriz comemorava a estreia da peça “Pássaros da Noite” na boate 00, na zona Sul do Rio de Janeiro. Durante a discussão com Dado, a atriz caiu no chão. Ela afirmou que a queda foi provocada por um tapa no rosto. Luana registrou queixa em delegacia e um laudo do exame de corpo de delito confirmou a agressão.

Quando o desentendimento aumentou, Luana conseguiu uma decisão judicial determinando que Dado mantivesse distância mínima de 250 metros da ex-namorada. Em 2009, o ator ficou preso por 24 horas porque havia desrespeitado o limite imposto. Em 2012, ele foi absolvido da acusação de ter desobedecido à ordem judicial de se manter distante da ex-namorada.