Débora Bloch defende legalização do aborto: “atitude é por falta de escolha”

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2016 16h13
Debora Bloch

Mãe de dois filhos, Débora Bloch não faz questão nenhuma de esconder suas opiniões, inclusive quando tratam de questões polêmicas, como o aborto. Eem entrevista à “Revista 29 Horas”, publicação oficial do Aeroporto de Congonhas, a atriz revelou que defende a legalização e que não acredita que a medida banalizaria o procedimento.

“Acredito mesmo que o aborto deve ser legalizado. Não por mim, por que eu faço parte de um grupo de mulheres que se precisar recorrer a isso, vai ter recurso para fazer com segurança. Mas a maioria das mulheres morre fazendo aborto”, disse Debora Bloch.

“A ONU colocou o aborto como direito humano. Eu não sou a favor, não faço apologia a isso. Nenhuma mulher quer abortar, quando toma essa atitude é por falta de escolha. Sou a favor do direito ao aborto, de fazê-lo de forma segura, caso a mulher precise dele. E só tem um jeito disso acontecer: legalizar”, acrescentou a atriz.

Ainda na entrevista, Debora falou sobre a legalização das drogas e das armas, duas questões que também rendem discussão para mais de metro. “A fase da Lei Seca nos Estados Unidos, em que o álcool era proibido, levou aos gângsteres, à violência e à contravenção”, explicou.

“O mesmo acontece no Rio com as drogas: os traficantes precisam estar armados para poderem fazer os negócios deles. Na hora em que eles precisarem dar nota fiscal e pagar imposto, não precisam de arma”, defendeu a atriz.