DêLivrosNoNatal: tag sugere que brasileiros adotem costume islandês

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2018 15h46
Flickr - Jon WestraBrasileiro lê, em média, dois livros por ano

Na última semana, um costume islandês virou assunto nas redes sociais. Na Islândia, durante o natal, é comum que após o jantar familiares e amigos se presenteiem com livros. Inspirados pela ideia, brasileiros estão compartilhando sugestões e pedidos de livros no Twitter utilizando a tag #DêLivrosNoNatal.

De acordo com o jornal El País, a tradição na Islândia é tão forte que moldou a indústria literária local. Cerca de 70% dos livros são lançados nos três últimos meses do ano no país. Além disso, pelo menos 63% dos islandeses ganham livros nas festas.

A tradição começou durante a Segunda Guerra Mundial, quando era difícil conseguir importar livros devido aos conflitos e havia muita restrição e censura. Foi assim que os islandeses passaram a imprimir livros e presentear uns aos outros.

O mercado de livros nacionais na Islândia é farto. Uma reportagem da BBC, de 2003, mostra que um em cada dez cidadãos já publicaram um livro no país. No mesmo ano, a capital, Reykjavík, foi coroada pela Unesco como sendo a cidade da literatura no mundo.

Por lá, os cidadãos recebem anualmente um catálogo com os todos os lançamentos literários dos últimos 12 meses. Mais uma ideia do setor para manter viva a cultura da troca de livros e o consumo.

No Brasil, de acordo com o Instituto Pró-livro, em 2016, os brasileiros liam, em média, dois livros por ano. Em 2018, o mercado editorial sofreu duras perdas. A Livraria Cultura entrou com pedido de recuperação judicial em outubro. No mesmo mês, a rede Saraiva fechou 20 lojas em todo o país.

Apesar disso, os brasileiros levaram a tag aos trending topics com suas sugestões, comentários e pedidos. Veja algumas das publicações.