Denúncia de Joelma contra Chimbinha está prevista na Lei Maria da Penha

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2015 21h01
Chimbinha e Joelma

Na última quarta-feira (9), a cantora Joelma fez uma denúncia na delegacia do bairro de Jaderlândia, em Ananindeua (PA), contra seu ex-marido, o guitarrista Chimbinha. E, ao que tudo indica, o buraco que ocasionou no fim da união de 18 anos é mais emaixo do que a suposta traição do artista.

Em um comunicado, a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Pará, a coisa é ainda mais séria do que parecia aos fãs do casal e quem mais estivesse acompanhando a conturbada separação. “Em decorrência da natureza do crime denunciado, que está previsto na Lei Maria da Penha, e ainda pela repercussão do fato”.

“Ao mesmo tempo, a instituição policial esclarece que, por meio de sua Corregedoria-Geral, instaurou procedimento policial para apurar o vazamento ao público de informações contidas no boletim de ocorrência registrado pela cantora na Delegacia da Jaderlândia. A Polícia Civil ressalta ainda que todas as informações referentes à apuração da denúncia serão tratadas em absoluto sigilo, conforme previsto na legislação penal brasileira”, acrescenta o comunicado.

Em informação divulgada pela TV Record, que teve acesso ao Boletim de Ocorrência registrado pela artista, Joelma chegou a afirmar que se sente ameaçada por Chimbinha e que o ex-marido já teria agredido um dançarino da banda Calypso. Ainda de acordo com a emissora, a cantora revelou ainda que o guitarrista afirmou que esse história “ainda vai acabar em morte”.

Na ocasião em que anunciaram a separação, eles revelaram que o término foi amigável. “Queremos ressaltar que o respeito, gratidão, amizade, admiração e parceria permanecem recíprocos”, disse o ex-casal.