Elenco de “Aquarius” protesta contra Temer em Cannes; Dilma agradece apoio

  • Por Estadão Conteúdo
  • 17/05/2016 13h25
CA28 CANNES (FRANCIA) 17/05/2016.- El director brasileño Kleber Mendonca Filho (4d) posa con su equipo de reparto mientras sostienen pancartas de protesta contra el gobierno de Brasila su llegada a la proyección de la película "Aquarius" en la 69 edición del Festival de Cine Internacional de Cannes (Francia) hoy, 17 de mayo de 2016. La película se presenta en la sección oficial del festival que se celebra del 11 al 22 de mayo. EFE/Guillaume HorcajueloArtistas Cannes

A presidente afastada Dilma Rousseff usou as redes sociais para agradecer às manifestações de apoio que recebeu de um grupo de artistas no Festival de Cannes. “Obrigada pelo apoio!”, escreveu. 

Dilma agradeceu nominalmente o diretor brasileiro Kleber Mendonça Filho e as atrizes Sônia Braga e Maeve Jinkings. “Obrigada, Kleber Mendonça Filho (@kmendoncafilho), Sonia Braga (@bragasonia) e Maeve Jinkings – o talento do Brasil em Cannes”, escreveu. 

“Ao elenco extraordinário do filme #Aquarius, um beijo em nome da democracia. #Cannes2016”, tuitou a presidente afastada. 

Tapete vermelho

No tapete vermelho, os artistas levaram cartazes em inglês e francês afirmando que “um golpe aconteceu no Brasil”. Desde a última segunda-feira (16), vários artistas brasileiros que participam do principal festival mundial do cinema fazem críticas abertas ao afastamento da presidente Dilma Rousseff e ainda ao fim do Ministério da Cultura, que foi incorporado ao da Educação. 

O cineasta Kleber Mendonça Filho, de “Aquarius”, único representante do País na seleção oficial de longas do prestigiado prêmio europeu, classificou como “golpe de estado” o afastamento de Dilma. Já a atriz Sônia Braga, que atua no longa, afirmou que há a “manipulação da tomada do poder” no País, sendo que esta precisa ser exposta no mundo, Braga ainda pregou o fim da divisão no Brasil.