Ex-coelhinha da Playboy é presa acusada de ser cúmplice em 5 assassinatos

  • Por Agência EFE
  • 04/07/2015 14h31

A modelo de 29 anos foi detida na Croácia e extraditada para a Bósnia

Slobodanka Tosic

A modelo servo-bósnia Slobodanka Tosic, ex-coelhinha de Playboy e famosa celebridade nos Bálcãs, será julgada pelo envolvimento em cinco homicídios e vários roubos milionários, publicou neste sábado o site “klix.ba”.

A modelo de 29 anos foi detida na Croácia e extraditada para a Bósnia, e um tribunal bósnio decidiu ontem que ela deve permanecer na prisão aguardando julgamento.

Tosic pode ser condenada a 20 anos de prisão. Ela foi ligada a Darko Elez, chefe da máfia bósnia que cumpre pena de nove anos na Sérvia por assassinato e roubo.

A ex-coelhinha é acusada de participar da tentativa de assassinato em 2006 de Djordje Zdrale, padrinho de Elez, também preso por assassinar um chefe policial.

As autoridades judiciais bósnias publicaram uma ordem de busca e captura contra Tosic depois de ela não comparecer ao tribunal e fugir da Bósnia em 2014.

Tosic negou em 2013 em entrevista à imprensa sérvia ter envolvimento com estes atos criminosos e disse ser uma vítima da máfia.