Exames indicam que Justin Bieber consumiu maconha e antidepressivo em Miami

  • Por Agencia EFE
  • 30/01/2014 22h28
Justin Bieber é preso acusado de bater no motorista do taxi no CanadáJustin Bieber é preso no Canadá

Miami, 30 jan (EFE).- O cantor canadense Justin Bieber ingeriu maconha e um antidepressivo pouco antes de sua detenção na semana passada em Miami, segundo um relatório toxicológico preliminar divulgado nesta quinta-feira pelas autoridades policiais americanas.

O documento, ao qual teve acesso a Agência Efe, revela que o cantor testou positivo tanto para maconha como para Alprazolam, um composto do remédio antidepressivo Xanax, o que corresponde com as declarações que prestou à polícia quando foi detido.

O relatório, com data de 29 de janeiro, indica que não foram detectados rastros de cocaína, anfetaminas, metanfetaminas nem opíaceos, entre outras substâncias controladas.

Da mesma maneira, de acordo com os testes de alcoolemia, o nível de álcool no sangue do artista canadense no momento de sua detenção se encontrava abaixo do limite legal da Flórida, que é de 0,08%.

Mesmo assim, a presença das referidas substâncias no organismo do cantor poderiam constituir uma prova de ter conduzido sob os efeitos de substâncias, legais ou não, que alteram a capacidade de direção, de acordo com a Polícia de Miami-Dade.

Na quinta-feira passada, Bieber, de 19 anos, foi preso em Miami, nos EUA, acusado de dirigir sob efeito de álcool e drogas, de resistir à prisão e de estar com a carteira de habilitação vencida.

Após ficar preso por várias horas, foi liberado com o pagamento de uma fiança de US$ 2,5 mil.

Justin Bieber soma uma série de escândalos há semanas, o último deles ocorreu nesta quarta-feira, quando a polícia de Toronto o deteve acusado de atacar no último dia 30 de dezembro o motorista de sua limusine, segundo informou a instituição.

Bieber, que se apresentou de forma voluntária perante a polícia canadense, foi posto em liberdade após permanecer durante quase duas horas em uma delegacia do centro de Toronto e deverá apresentar-se perante um juiz em 10 de março.

No início de janeiro, a residência do cantor na Califórnia foi registrada pela polícia após a denúncia de um de seus vizinhos por vandalismo, e, durante a operação, os oficiais encontraram drogas na mansão do ídolo teen.

Nos últimos dias mais de 100 mil pessoas assinaram uma petição na página oficial da Casa Branca para que Bieber seja deportado dos Estados Unidos, por considerar-lhe “perigoso, insensato, destrutivo e consumidor de drogas”. EFE