Após polêmica, Eduardo Costa pede desculpas a Fernanda Lima: ‘Fui um babaca’

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2018 13h57 - Atualizado em 01/12/2018 14h32
Reprodução/Instagram"Me arrependo profundamente, acho que fui um babaca naquele momento ali, poderia ter me posicionado de outra forma, de forma mais leve", disse Eduardo Costa.

O cantor sertanejo Eduardo Costa pediu desculpas a Fernanda Lima após se referir à apresentadora como “imbecil” por conta de discurso feminista no programa Amor & Sexo. O músico confessou que se arrepende da forma com que discordou de Fernanda, mas reiterou que mantém sua opinião. O pedido de perdão foi ao ar no programa Conversa com Bial da Rede Globo na madrugada deste sábado (01), como vídeo gravado posteriormente à participação de Eduardo, que foi registrada em outubro.

“Eu acabei entrando nas minhas redes sociais e falando pelos cotovelos. Eu continuo pensando da mesma forma, eu não retiro aquilo que eu disse, mas eu quero me retratar da forma como eu disse, o jeito com que me coloquei. Acho que eu poderia ter sido um cara mais brando, mais tranquilo, poderia ter sido muito mais comedido nas minhas palavras, infelizmente eu não fui”, afirmou.

O sertanejo continuou se desculpando com a família e os fãs da apresentadora: “A mesma coragem que eu tenho para falar e para expor as minhas opiniões em relação a qualquer tipo de assunto, eu quero ter essa coragem de vir aqui no seu programa e pedir desculpa pra Fernanda Lima, pra família da Fernanda Lima, pro marido dela, pros filhos, pros amigos dela, pros fãs que ela tem pelo Brasil inteiro, inclusive eu sou um grande fã dela”.

Eduardo contou ainda que escreveu o desabafo “no ápice da cabeça quente, num momento que eu não concordava com aquilo que estava sendo dito” e admite que se excedeu na fala. “Me arrependo profundamente, acho que fui um babaca naquele momento ali, poderia ter me posicionado de outra forma, de forma mais leve. E acho que nós temos que respeitar a posição de cada um. Fui desrespeitoso com a Fernanda Lima, respeito demais a posição dela, respeito as posições contrárias àquilo que eu penso e acho que democracia é isso. Eu é que não fui democrático naquele momento. E eu peço perdão a todas as pessoas que se sentiram ofendidas com a minha fala”.