BBC demite apresentador que comparou filho de Harry e Meghan a chimpanzé

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2019 08h37
Dominic Lipinski/Pool via REUTERSArchie Harrison é o mais novo bebê real e nasceu na segunda-feira (6)

A emissora pública britânica BBC demitiu nesta quinta-feira (9) um de seus apresentadores depois que ele usou a foto de um chimpanzé em um tuíte sobre o nascimento do filho do príncipe Harry e da duquesa de Sussex, Meghan Markle, o primeiro bebê interracial da história recente da realeza britânica.

Danny Baker, DJ que comandava um programa semanal na BBC Radio 5 Live informou em sua conta Twitter nesta quinta que foi demitido depois de publicar uma foto em que um casal aparece de mãos dadas com chimpanzé acompanhado do texto: “Bebê real deixa o hospital”.

O tuíte foi publicado na quarta-feira, mesmo dia em que Harry e Meghan divulgaram as primeiras fotos e o nome de seu bebê, Archie Harrison Mountbatten-Windsor. A mensagem foi considera racista por conta da origem da família de Meghan, cuja mãe, Doria Ragland, é afro-americana.

Baker, de 61 anos, afirmou que sua ideia era fazer uma piada “sobre a realeza vs animais de circo em roupas elegantes”. O post original foi excluído da rede social.

“(Foi um) grande erro, com certeza. Grotesco. De qualquer forma, aqui vai para você Archie, meu pedido de desculpa”, escreveu o apresentador em outra mensagem também publicada no Twitter.

O diretor da BBC Radio 5 Live, Jonathan Wall, disse em um e-mail enviado para a equipe que Baker havia demonstrado uma avaliação ruim dos fatos.

“Este foi um grave erro de julgamento e vai contra os valores que nós, como estação de rádio, queremos incorporar. Danny é um brilhante apresentador, mas não terá mais seu programa semanal conosco”, disse Wall.

Nesta quinta, Baker voltou a afirmar que não é racista e atacou a BBC pela forma como gerenciou a situação. Ele disse que a decisão de demiti-lo “era uma obra pomposa de falsa gravidade”.

Quando Harry começou a namorar Meghan, seu escritório divulgou uma carta contundente em que o príncipe se queixava da cobertura sexista e racista da mídia e de comentários online sobre a atriz americana, que na época estrelava o seriado de TV “Suits”.

*Com Estadão Conteúdo