Beyoncé sobre morte de George Floyd: ‘Não podemos normalizar essa dor’

Cantora divulgou petições que pedem a punição dos agentes envolvidos no assassinato

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2020 13h42
Reprodução"Não podemos, já vimos vezes demais essas mortes sem consequências", escreveu

Beyoncé foi ao Instagram neste sábado (30) para se manifestar sobre a morte de George Floyd, homem negro sufocado por um policial branco, que se ajoelhou sobre o pescoço dele por pelo menos sete minutos em Minneapolis.

Além de postar um vídeo lamentando os “assassinatos sem sentido” e “sem consequências” de pessoas negras, Beyoncé pediu que os seus seguidores assinem petições para demitir e punir os policiais envolvidos no assassinato. Derek Chauvin, um dos quatro agentes que estava lá, foi acusado formalmente de homicídio em terceiro grau e homicídio culposo pelo procurador do condado de Hennepin, Mike Freeman.

“Precisamos fazer isso por George Floyd. Nós estamos todos quebrados, estamos enojados, não podemos normalizar essa dor. Eu não falo só para os negros, mas também para os brancos, ou qualquer coisa que esteja entre eles. Eu sei que você se sente desesperançoso pelo racismo acontecendo nos Estados Unidos agora”, disse a cantora.

“Não podemos mais aceitar mortes sem sentido, pessoas negras sendo tratadas como se suas vidas valessem menos. Não podemos, já vimos vezes demais essas mortes sem consequências”, completou.

Milhares de manifestantes protestaram entre ontem e hoje em algumas das maiores cidades dos Estados Unidos, como Nova York, Washington e Atlanta, contra a morte de George Floyd. Várias pessoas foram presas e duas morreram.

Além de Beyoncé, a atriz Viola Davis também lamentou a morte de George nas redes sociais. Viola publicou uma foto com a frase dita por Floyd antes de morrer, quando pediu que o policial parasse de o sufocar. “Por favor, por favor, por favor, eu não consigo respirar, por favor”, suplicou.

“Isso é o que acontece quando se é negro nos Estados Unidos. Tentou. Condenado. Morto por ser negro. Somos ditados por centenas por políticas que restringiram nossa existência e ainda precisamos continuar enfrentando linchamentos modernos. [..] A América nunca será ótima até que possamos descobrir uma maneira de trabalhar para TODOS!!! “Eu defino conexão como a energia que existe entre as pessoas quando elas se sentem vistas, ouvidas e valorizadas” ……. RIP George Floyd”, escreveu a atriz.