Caetano Veloso processa MBL após acusação de pedofilia

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2017 16h08 - Atualizado em 21/10/2017 16h13
Reprodução/MontagemA página do MBL fez postagens afirmando que o músico é pedófilo

Caetano Veloso e sua esposa, Paula Lavigne, decidiram processar o Movimento Brasil Livre (MBL) e os líderes Kim Kataguiri, Renan Santos e Rubinho Nunes por conta das acusações de pedofilia que o canal fez contra o músico.

Veloso pede uma indenização de 100 de cada um dos réus e que todas as postagens consideradas ofensivas sejam retiradas da página do MBL, com multa diária de R$ 5 mil caso o pedido não seja atendido.

A ação foi protocolada no dia 9 de outubro e só está esperando a manifestação inicial da defesa dos réus.

Através de um vídeo postado na conta do MBL, Rubinho Nunes afirma que não há dano moral contra Caetano, pois eles estavam apenas divulgando um fato.

“Não há dano moral quando você divulga um fato. Só é injúria se ele não tivesse feito, mas foi a própria Paula Lavigne que confessou o ato”, disse.

Rubinho Nunes – Caetano Veloso processa o MBL!

Publicado por MBL – Movimento Brasil Livre em Sábado, 21 de outubro de 2017