David Bowie autorizou suicídio médico assistido, revela autora

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2019 15h36
ReproduçãoSegundo autora de biografia do cantor, partiu dele a decisão de morrer

Autora da biografia “Hero: David Bowie”, a jornalista Lesley-Ann Jones afirma que o cantor optou por um suicídio médico assistido. A revelação foi feita durante entrevista à rádio BBC.

David Bowie morreu em janeiro de 2016 e, segundo Lesley-Ann, foi ele quem pediu a um médico a prescrição para uma dose letal de medicamento.

Bowie lutava por anos contra um câncer e, dois dias antes de morrer, ele lançou seu último álbum, “Blackstar”.

A jornalista revela que conversou com diversas pessoas envolvidas no suicídio assistido, embora não nomeie ninguém.

“Quem o auxiliou nessa missão e como isso foi feito jamais será revelado. Tenho certeza que ele não envolveu familiares e amigos para que eles ficassem protegidos”, disse.

A família de David Bowie ainda não se pronunciou sobre o assunto.

O suicídio médico assistido é um método diferente da eutanásia, e legalizado em alguns países como Canadá, Colômbia e Holanda, assim como em certos estados americanos.