Após 14 anos, ação de Ana Maria Braga pelo direito autoral de Louro José vai ao STJ

  • Por Jovem Pan
  • 15/10/2018 16h24 - Atualizado em 15/10/2018 17h12
Reprodução/FacebookApresentadora disputa autoria do boneco contra dois artistas

Ana Maria Braga e seu ex-marido, Carlos Madrulha, estão brigando no Superior Tribunal de Justiça (STJ) pelo direito autoral do papagaio Louro José. Segundo a ação, prevista para ser julgada na terça-feira, 16, o casal pede indenização de R$ 650 mil, assim como o reconhecimento de que a criação do personagem é deles.

O processo é de 2004. Ana e Carlos alegam que idealizaram e criaram o desenho, com as características, o nome, a voz e as cores, em 1997. Dizem até mesmo que ele foi batizado em homenagem ao filho da apresentadora. Os artistas Antonio Marcos Costa de Lima e Renato Aparecido Gomes, especialistas em criar bonecos para programas infantis, no entanto, reivindicam a autoria e pedem a anulação do registro anterior.

Caso perca no julgamento do processo, o casal terá que pagar multa retroativa pelos anos em que o papagaio esteve na TV. O caso (Recurso Especial 1769173/SP) é relatado pela ministra Nancy Andrighi.