Emilia Clarke divulga fotos de quando esteve internada após aneurismas

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2019 15h39
Reprodução/YouTubeAtriz de "Game of Thrones" divulgou imagens de quando esteve internada após sofrer dois aneurismas

Emilia Clarke voltou a falar sobre os aneurismas que sofreu durante os primeiros anos de gravações de “Game of Thrones“.

Em entrevista ao “Sunday Morning”, da rede americana CBS, a atriz divulgou imagens do período em que esteve hospitalizada.

A atriz de 32 anos tornou pública a história apenas na semana passada, em artigo para a revista “New Yorker”, quando afirmou que passou por quatro cirurgias e, em um momento delicado, pediu para que os médicos desligassem os aparelhos e a deixassem morrer.

Na entrevista do último domingo (7), Clarke relembrou esses momentos.

“Com o segundo [aneurisma], houve uma parte do meu cérebro que realmente morreu. Se uma parte do seu cérebro não recebe sangue por um minuto, ele simplesmente não funciona mais, é como se você tivesse um curto-circuito. Então eu tive isso, e eles não sabiam o que era”, disse.

“Então eles literalmente estavam olhando para o meu cérebro e pensando, ‘pode [ter afetado] sua capacidade de concentração, ou poderia ser a visão periférica dela”, continuou. A atriz ainda brincou que o que poderia ter sido afetado foi o seu “gosto por homens”. “Não está mais lá. Afetou minhas escolhas decentes por homens”.

Mas Clarke  revelou que o seu maior medo foi perder a capacidade de atuar.

“Por muito tempo pensei que foi [afetado] a minha capacidade de atuar. Sério, essa foi uma profunda paranoia do primeiro [aneurisma] também, e se algo tiver um curto-circuito em meu cérebro e eu não puder mais atuar? Isso era, literalmente, minha razão de viver por um longo período”.

A intérprete de Daenerys Targaryen diz que encontrou a força para viver toda essa situação em sua própria personagem.

“Você vai para o set e interpreta uma personagem ‘fodona’ que caminha através do fogo. Isso foi o que me salvou, que me fez considerar minha própria mortalidade”, declarou.