Ligação falsa sobre ‘pacto suicida’ leva polícia à casa de R. Kelly

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2019 09h12
Reprodução/FacebookR. Kelly está envolvido em diversos problemas judiciais

A polícia de Chicago, nos Estados Unidos, teve de ir às pressas para a casa de R. Kelly após uma ligação que denunciava um possível suicídio em massa que aconteceria no local.

O denunciante anônimo afirmava que Azriel Clary, uma das namoradas do rapper, e mais quatro mulheres teriam um “pacto suicida” que seria cumprido na tarde de terça-feira (12).

De acordo com o TMZ, fontes ligadas ao cantor – que está envolvido com uma série de acusações de abuso sexual – disseram que os policiais entraram no apartamento dele, localizado na Trump Tower, e viram que todos estavam bem. O rapper estava reunido com seus advogados no momento da chegada da polícia.

R. Kelly foi acusado de 10 casos de abuso sexual por quatro mulheres, sendo que três delas tinham entre 13 e 16 anos na época dos supostos crimes. O cantor foi preso e teve fiança estipulada em US$ 1 milhão (R$ 3,7 milhões), mas saiu da detenção após pagar 10% do valor.

As acusações contra o músico se intensificaram com o documentário “Surviving R. Kelly”, que mostrou depoimentos de supostas vítimas dele. “Se você assistir ao documentário, todo mundo diz algo ruim sobre mim. Ninguém disse nada bom. Elas estavam descrevendo Lucifer. Eu não sou Lucifer. Sou um homem. Eu cometo erros, mas não sou um demônio, e de jeito nenhum sou um monstro”, disse ele sobre o caso.