Em novo canal no YouTube, Lima Duarte fala sobre vandalismo a estátuas históricas

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2020 09h52 - Atualizado em 18/06/2020 11h16
Reprodução/YouTubeAtor de 90 anos lançou canal na plataforma nesta semana

O ator Lima Duarte, aos 90 anos, lançou um canal no YouTube na terça-feira (16). Em seu primeiro vídeo, falou sobre o Padre Antônio Vieira, pois, na semana passada, uma estátua do religioso foi vandalizada no centro de Lisboa, em Portugal.

“Criei um canal no YouTube! No vídeo de estreia, minha admiração e respeito pela memória do Padre Antônio Vieira”, escreveu o ator, que considera o sacerdote “gênio para a catequese e para a oratória”.

“Esse pessoal que está, por todos os tipos de maneira meritória, deblaterando, xingando contra o racismo… Está na hora de fazer isso. Nossa herança católico-escravagista precisa ser passada a limpo, realmente”, afirmou o ator.

Na sequência, prosseguiu: “Mas cuidado para não cometer uma espantosa iniquidade. Como foi essa de apedrejarem, quererem destruir a imagem do padre Antônio Vieira. Foram lá e pintaram, apedrejaram, uma ignorância espantosa.”

“O Padre Antônio Vieira nasceu em 1608, em Lisboa. Você não pode julgar as pessoas dessa época com os parâmetros de hoje. Parâmetros morais, científicos e culturais de hoje. É uma loucura”, opinou Lima Duarte.

“O Padre Antonio Vieira era caboclo, como eu. Descendente de portugueses e negros. Era filho de um europeu e uma negra, uma escrava da África. Estão apedrejando a estátua dele em nome do antirracismo?”, questionou.

Em outro momento, conclui: “Tudo isso que eu estou querendo dizer… Não pode apedrejar. A estátua pode, quebra tudo e tal. Mas a memória, o espírito… Vamos respeitar pelo menos isso.”

Ao longo do vídeo, Lima Duarte também relembrou a ocasião em que interpretou o religioso no filme “Palavra e Utopia”, de 2000.

Assista ao vídeo:

*Com Estadão Conteúdo