Monark se pronuncia após ‘Flow’ perder patrocinadores e convidados: ‘Estava bêbado’

Apresentador foi criticado por dizer no seu podcast que deveria ter um partido nazista reconhecido pela lei

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2022 15h54
Reprodução/Instagram/monarkoficial Monark Monark pediu perdão após falas sobre nazismo no podcast 'Flow'

As falas do apresentador Bruno Aiub, o Monark, durante o “Flow” da última segunda-feira, 8, geraram muitas consequências. Além das duras críticas nas redes sociais, a CONIB (Confederação Israelita do Brasil) emitiu uma nota de repúdio, patrocinadores do podcast se pronunciaram dizendo que vão rescindir seus contratos e convidados que já estavam confirmados, como o ex-jogador Zico e o comentarista Antony Curti, cancelaram suas participações. Com a repercussão negativa, Monark postou um vídeo nesta terça-feira, 8, pedindo perdão: “Eu errei, a verdade é essa. Estava muito bêbado e fui defender uma ideia que acontece em outros lugares do mundo, nos Estados Unidos, por exemplo, mas eu fui defender essa ideia de um jeito muito burro, falei de uma forma muito insensível com a comunidade judaica. Peço perdão pela minha insensibilidade, mas peço também um pouco de compreensão. Foram quatro horas de conversa, eu estava bêbado e errei na forma que me expressei”.

Entenda a polêmica

Durante uma conversa com os deputados federais Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri (Podemos-SP) no “Flow” da última segunda, o apresentador disse que “a esquerda radical tem muito mais espaço que a direita radical” e, logo em seguida, afirmou: “As duas tinham que ter espaço, na minha opinião. Eu sou mais louco que todos vocês. Acho que tinha que ter o partido nazista reconhecido pela lei”. Tabata sinalizou que a liberdade de expressão não pode colocar a vida do outro em risco e que o nazismo é contra a população judaica. Monark rebateu a deputada e ainda declarou: “Acho que se o cara quer ser antijudeu, acho que ele tinha o direito de ser”. As declarações do apresentador geraram revolta e o vídeo dominou as redes sociais nesta terça.