Morgan Freeman é acusado de assédio sexual por oito mulheres

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2018 13h26
ReproduçãoCasos aconteceram em vários set de filmagens e com repórteres; ator não comentou acusações

O ator Morgan Freeman está sendo acusado de assédio sexual por ao menos oito mulheres, informou uma investigação da CNN. De acordo com a emissora, as todas as vítimas têm testemunhas que corroboram as denúncias.

Uma das mulheres sofreu o assédio no set do filme “Despedida em Grande Estilo” (2017), onde trabalhava como assistente de produção. Ela afirma que Freeman a tocou de forma inapropriada e fez comentários indevidos “diariamente”. “Ele ficava tentando levantar a minha saia e perguntava se eu estava usando roupa íntima”, disse.

Em um ponto, os assédios de tornaram tão frequentes que Alan Arkin, que contracenou com Freeman no filme, interviu. “Alan fez um comentário pedindo para que ele parasse. Morgan surtou e não sabia o que dizer”, afirmou.

Outra mulher que acusa o ator disse ter sofrido assédio durante as filmagens de “Truque de Mestre” (2013), onde trabalhava na produção. Além dessas profissionais, muitas repórteres também foram alvos de Freeman.

Chloe Melas, repórter da CNN que conduziu a investigação foi uma delas. Ela foi assediada pelo ator, que fez comentários sobre sua gravidez como “queria ter estado lá” durante as coletivas de “Despedida em Grande Estilo”. A profissional comunicou o assédio a Warner Bros., mas o estúdio disse que não poderia fazer nada já que ninguém havia reparado em nada incomum.

Por outro lado, funcionários da produtora de Morgan Freeman, a Revelations Entertainment, afirmam que ele e o co-fundador Lori McCreary criaram um ambiente de trabalho “tóxico”, onde os assédios eram comuns.

Vencedor do Oscar de melhor ator por “Menina de Ouro”, Morgan Freeman ainda não se pronunciou sobre as acusações.