Rapper Pop Smoke, de 20 anos, morre após ser baleado nos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2020 15h27
Reprodução/InstagramRapper de 20 anos morreu nesta quarta-feira (19), em Los Angeles

O rapper Pop Smoke, de 20 anos e um astros em ascensão do hip-hop americano, foi morto a tiros em sua casa nesta quarta-feira (19), em Los Angeles, nos Estados Unidos.

De acordo com informações do site especializado em celebridades TMZ, pelo menos duas pessoas encapuzadas e com máscaras, por volta das 4h30 (horário local, 9h30 de Brasília), entraram na residência do cantor, no bairro de Hollywood Hills, e realizaram os disparos.

Smoke foi baleado e levado em seguida ao hospital Cedars-Sinai Medical Center, em Hollywood, onde morreu.

Os suspeitos fugiram a pé e uma das hipóteses consideradas pelas autoridades é a do roubo, embora não haja confirmação oficial a esse respeito.

O TMZ também informou que houve uma festa ou reunião de algum tipo horas antes no local do assassinato.

Bashar Barakah Jackson, seu nome verdadeiro, nasceu em Nova York e no ano passado lançou seu álbum de estreia, “Meet the Woo”, que apresentava seu hit “Welcome to the Party”. Seu segundo álbum, “Meet the Woo, Vol. 2”, foi lançado este mês.

Estrelas do rap como 50 Cent e Nicki Minaj lamentaram nas redes sociais o assassinato de Pop Smoke. “Não há sucesso sem ciúmes, a traição vem daqueles que estão próximos. Descanse em paz”, escreveu 50 Cent no Twitter.

“A Bíblia nos diz que o ciúme é tão cruel quanto o túmulo. Inacreditável. Descanse em paz, Pop”, disse Nicki Minaj.

O assassinato de Pop Smoke junta-se a uma lista de mortes prematuras devido à violência que rodeia a história do rap americano, que nos últimos anos perdeu artista como Nipsey Hussle, XXXTentacion e Jimmy Wopo.

*Com Agência EFE

  • Tags: