Ludmilla não aceitou desculpas de Val Marchiori após injúria racial: ‘Foi mais racista que eu’

Em entrevista ao canal ‘Na Lata’, de Antonia Fontenelle, Val Marchiori relembrou episódio com Ludmilla no Carnaval de 2016

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2019 16h43
Reprodução/InstagramLudmilla processou Val Marchiori após comentário sobre o cabelo dela

A socialite Val Marchiori afirmou, em entrevista ao canal “Na Lata”, de Antonia Fontenelle, que Ludmilla não aceitou suas desculpas após ela ter sido condenada por injúria racial contra a cantora.

O caso aconteceu no Carnaval de 2016. Marchiori comparou o cabelo de Ludmilla no desfile da Salgueiro a uma esponja de aço. A artista entrou na Justiça e ganhou o processo por donos morais em 2018. A socialite foi condenada a pagar R$ 10 mil, mas recorreu da decisão por não concordar.

“Eu posso dar a minha opinião. Não xinguei a pessoa, não falei da índole nem da cor dela. Eu racista? Eu sou zero racista, tenho preconceito zero com ninguém. Se ela quer processar, tudo bem, é um direito dela. Mas é uma perda de tempo. Quem me conhece sabe que eu não sou [racista]”, disse.

Depois do episódio, Val Marchiori encontrou Ludmilla em Angra dos Reis e pediu desculpas a ela, mas a cantora “virou as costas”. “Pedi desculpas para ela. Mas olha como ela foi ‘mais’ racista que eu. Mais racista, não, porque eu não sou racista. Mas enfim: ela estava lá no barco com a família dela. Fui até lá pedir desculpas. Sabe o que ela fez? Virou as costas para mim e saiu. Mas tudo bem, é um direito dela”, relatou.

Ainda no vídeo, Marchiori voltou a comentar a peruca utilizada por Ludmilla no desfile da Salgueiro e não retirou a alfinetada. “Eu tive, infelizmente, a indelicadeza de falar que a peruca estava parecendo um Bombril, e parecia mesmo. Estava feio mesmo”, disse.