Viúva de Boechat lembra um mês da morte do jornalista: ‘Quem me dera tivesse sido só um pesadelo’

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2019 10h21 - Atualizado em 11/03/2019 10h23
Divulgação/BandRicardo Boechat e o piloto Ronaldo Quattrucci morrem em queda de helicóptero no dia 11 de fevereiro

Veruska Seibel Boechat lembrou nesta segunda-feira (11) o primeiro mês da morte do marido, Ricardo Boechat. O jornalista e o piloto Ronaldo Quattrucci morreram após a queda de um helicóptero no dia 11 de fevereiro, em São Paulo.

“É dia 11 outra vez. Quem me dera tudo tivesse sido só um pesadelo!”, escreveu Veruska. A viúva de Boechat também compartilhou uma foto do casal e de um cartão escrito à mão pelo marido.

“Amor, eu sempre acreditei que ganharia um presente da vida, capaz de fazer tudo ter valido e valer a pena. Só não imaginava que seria tão gostoso. De seu marido apaixonado, R.”, diz o recado.

Desde a morte do marido, Veruska tem usado as redes sociais para relembrar momentos e, também, compartilhar a vida da família sem o patriarca. Recentemente, ela divulgou que Boechat ganhou um “cantinho” no estacionamento da Band.

Pouco mais de uma semana do acidente, Veruska mostrou que Nina, a cachorrinha da família, ainda esperava todos os dias Boechat chegar do trabalho.

Ricardo Boechat tinha 66 anos e apresentava os jornais da Band e da rádio BandNews FM. Ao voltar de uma palestra em Campinas, a aeronave utilizada pelo jornalista tentou fazer um pouso de emergência no Rodoanel, próximo ao acesso à Rodovia Anhanguera, após sofrer uma pane, e acabou sendo atingida por um caminhão.