Faustão recebe alta e deixa hospital em SP após bateria de exames

Segundo boletim médico divulgado neste sábado pelo Hospital Albert Einstein, apresentador ‘seguirá sob orientações médicas nesta fase de reabilitação após transplante cardíaco’

  • Por Jovem Pan
  • 23/09/2023 12h38
Reprodução/Globo/17.06.2021 Fasto Silva apresentando o Domingão do Faustão Faustão recebeu o transplante do coração no dia 27 de agosto

O apresentador Fausto Silva, popularmente conhecido como Faustão, recebeu alta na manhã deste sábado, 23, e deixou o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Como a Jovem Pan mostrou, Faustão havia sido internado na quarta-feira, 20, em razão de complicações pós-operatórias. “O paciente Fausto Silva recebeu alta do Hospital Israelita Albert Einstein neste sábado, dia 23 de setembro, e seguirá sob orientações médicas nesta fase de reabilitação após transplante cardíaco”, diz o boletim médico assinado pelo cardiologista Fernando Bacal, pelo cirurgião cardiovascular Fábio Antônio Gaiotto e pelo diretor médico da instituição, Miguel Cendoroglo Neto. Faustão precisou ser internado no último dia 5 de agosto. Inicialmente, a ida ao hospital seria para tratar de uma insuficiência cardíaca e diálise. Quinze dias depois, foi diagnosticada a necessidade de um transplante.

A cirurgia aconteceu no dia 27 de agosto e teve a alta assinada em apenas 13 dias após a realização da cirurgia. Após o procedimento, Faustão se pronunciou agradecendo pelo coração que lhe foi doado. Na rede social oficial de sua família, ele se emocionou com o gesto da família do doador. “Para vocês terem ideia, de duzentos e poucos transplantes, 60 pessoas esperaram menos de um mês. Eu dei sorte também nessa fila. José Pereira da Silva, pai do Fábio, que teve uma grandiosidade incrível, uma generosidade absurda, proporcionou que eu ficasse vivo. Eternamente grato ao José Pereira da Silva, homem simples. Eu fico emocionado, ele me deu a chance de viver de novo. Agradecer ao Welisson, irmão; à Jaqueline, viúva. Esses que eu tenho que agradecer. Essas pessoas das mais humildes. Na hora que eu precisei, eles me deram um coração novo”, desabafou.

Faustão ocupava o segundo lugar na fila de espera por um coração, segundo a Central de Transplantes do Estado de São Paulo. De acordo com o Ministério da Saúde, o apresentador foi priorizado na fila de espera em razão de seu estado de saúde, que era considerado grave. “A seleção gerada para a oferta do coração deste receptor, através do sistema informatizado de gerenciamento do sistema estadual de transplantes, trouxe 12 pacientes que atendiam aos requisitos. Destes, quatro estavam priorizados, sendo que o paciente ocupava a segunda posição nesta seleção”, informou a Central de Transplantes do governo paulista.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.