Felipe Franco e Salimeni inventam exercício e são criticados por profissionais

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2016 17h42

Felipe Franco e Juju Salimeni inovam na academia e recebem críticas na web

Felipe Franco e Juju Salimeni

Casal fitness, Juju Salimeni e Felipe Franco se conheceram na academia e tinham até picolé de Whey no casamento. Os dois, que geralmente malham juntos, postaram um vídeo nesta quarta-feira (16) fazendo um exercício inovador e, aparentemente, um tanto perigoso. A modelo fazia flexão nos joelhos, só que de cabeça para baixo (assista abaixo), o que deixou profissionais de educação física alarmados pela web.

“Durante essa invenção maluca, ocorre a mesma flexão de joelhos que pode ser feita na cadeira ou mesa flexora de uma maneira melhor, mais segura e menos ridícula! *Melhor, porque aqui a amplitude é pequena, pois há descanso do músculo toda vez que o joelho estiver a 90 graus. **Mais segura, porque a macaquice é feita com a patela comprimida, o que é grave em mulheres, que têm mais propensão a problemas nos joelhos. Também porque o aparelho não foi feito para isso e há risco de cair de cabeça”, disse um professor de eficiência e segurança nos exercícios nos membros inferiores e superiores.

Na legenda de sua postagem, Felipe deu um recado mais do que claro para quem pudesse achar o exercício, digamos, estranho. “Só quem é loko se identifica. Posterior buscando. Obs. Não estou mandando ninguém executar, imitar ou qualquer que seja a ideia. F**-se o padrão. F**-se o team cérebro”, escreveu.

Ainda na postagem, o professor também falou sobre o “team cérebro”. “Lembrem-se que o cérebro não é apenas o local da tão renegada inteligência, é ele que comanda os músculos, se ele se lesionar, bundas e bíceps vão para o espaço! ***E, por fim, é um exercício ridículo. O ‘faz quem quer’ é uma tentativa torta de se isentar da responsabilidade, até porque o vídeo é postado com conotações positivas, sem ressalvas”, escreveu.

Para quem não sabe, Felipe Franco é formado em Educação Física, o que deixou a discussão ainda mais efervescida. Pelas redes sociais, a crítica foi amplamente compartilhada, com outros comentários negativos. “Esse animal tinha que ser detido”, disse um internauta.