Henri Castelli critica agressão a garota candomblecista: “racismo e o preconceito é a prova o quanto ainda somos primitivos”

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2015 13h08
Henri Castelli no avião

O ator Henri Castelli, atualmente trabalhando na novela “I Love Paraisópolis”, repudiou a agressão sofrida por uma garota de 11 anos após sair de um terreiro de Candomblé, no Rio de Janeiro.  “Eu me pergunto: Pra que isso? Que Deus é esse que está dentro das pessoas que praticam intolerância e preconceito”, escreveu no Instagram nesta sexta-feira (19).

Segundo relatos, a menina, identificada como “K”, levou uma pedrada na cabeça e foi chamada de “dêmonio”. Parentes e familiares da garota alegam que os agressores eram evangélicas e portavam biblías nas mãos.

Ainda no Instagram, Castelli prosseguiu indignado com a notícia. “Nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou a ter amor ao próximo, amar nosso semelhante, praticar a verdadeira caridade, ajudar uns aos outros. Por que tanta agressividade? Vamos nos respeitar e nos amar independente de raça , classe social, religião ou opinião política”, disse. 

O galã também repudiou a intelorância em outros grupos e convívios sociais. “Ninguém é melhor que ninguém, somos todos irmãos, iguais perante a Deus . Espero do fundo do coração que um dia isso acabe e que tenhamos mais amor e paz no coração. Amo todos vocês. E Deus também. O racismo e o preconceito é a prova o quanto ainda somos primitivos”, escreveu.