Indignada, Ju Isen faz protesto anti-Dilma e é vetada por escola: “injustiçada”

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2016 23h14
A modelo e apresentadora Gil Jung causou polêmica com a sua declaração sobre a presidente Dilma

Polêmica no Sambódromo nessa segunda noite de desfiles do Carnaval de São Paulo. Ju Isen teve sua fantasia vetada pela Unidos do Peruche.

A bela, que disse querer ser a “musa do impeachment”, leva um pequeno adereço anti-Dilma no tapa-sexo. “Eu não vou desistir jamais. Eu estou na Avenida para brilhar. Estou com a roupa que a escola quer, não a que eu quero, quero ser a musa do impeachment”, disse.

Ju Isen disse que só aceitou o convite para desfilar como musa pela escola porque “poderia se manifestar”, e afirmou que ela representa o povo e se sentiu indignada com a proibição. A musa, que estava com uma roupa comportada durante o desfile a arrancou em frente a cabine de jurados e foi expulsa do desfile, o que surpreendeu muita gente.

Com o enredo “Ponha um pouco de amor numa cadência e vai ver que ninguém no mundo vence a beleza que tem o samba… 100 anos de samba, minha vida, minha raiz”, a escola falará sobre as raízes do sangue e sobre o poder da música em emocionar as pessoas.

A Unidos do Peruche é a primeira escola a desfilar nessa segunda noite de desfiles do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo.

*A nota foi editada às 23h54 por conter erro no nome da passista da escola