“A inspiração vem da boa música”, diz Leila Pinheiro sobre 35 anos de carreira

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2015 16h53

Apresentação de Leila Pinheiro

Leila Pinheiro

Nesta quarta-feira (24), a cantora Leila Pinheiro apresenta o show de seu mais recente trabalho, um EP chamado ‘Por Onde Eu For’. Com 35 anos de carreira, a artista paraense revelou em entrevista à Jovem Pan que a apresentação virá recheada de boas participações, como a do músico Daniel Back. “Então eu passei por tudo. Canto um pouco de bossa nova, um pouco de Renato Russo, canções que fazem parte dessa minha trajetória de 35 anos”, entregou Leila.

Ainda sobre suas três décadas e meia de carreira, a cantora revelou qual acredita ser o motivo para ter conquistado o seu público, composto por várias gerações: “eu digo que é de 8 a 80. Porque, na verdade, eu canto a música brasileira que é boa, que eterna. Século que vem as pessoas estarão cantando, porque é a música que veio para ficar. Bonita que emociona, tem boa letra”, disse.

“A minha carreira foi toda construída nessas canções, seja de que compositor for. Assim eu venho trazendo as gerações”, disse a artista, que, ao fazer um balanço de sua carreira, vê uma bela trajetória. “Eu olho para trás e acho que é uma trajetória bem vitoriosa. Eu ia ser médica, cheguei a fazer dois anos de medicina em Belém que é de onde eu vim, e optei pela música, porque eu sou de uma família extremamente musical. E posso te dizer que não teve um dia desses35 anos que eu tenha me arrependido dessa opção”.

Quanto a suas inspirações musicais, Pinheiro também mostrou que não tem preconceito com músicos de hoje em dia, pelo contrário. “Recentemente, eu conheci esse grupo de São Paulo ‘O Terno’, vou cantar uma canção no show uma canção do Tim Bernardes e eu fiquei muito tocada com o trabalho dele”, revelou Leila, que continua: “a inspiração vem da boa música e ela está perambulando pelo mundo todo”.

Leila Pinheiro também aproveitou para desabafar sobre suas expectativas, o saldo que conseguiu até agora: “estou muito tranquila dentro do espaço que eu conquistei. Então amanhã, se eu for embora desse mundo, eu vou saber que deixei um trabalho bonito e eterno”.