Polícia investiga youtuber que bateu e cuspiu em cachorro em vídeo publicado sem edição

  • Por Jovem Pan
  • 08/08/2019 16h15
Reprodução/FacebookBrooke Houts subiu vídeo sem edição e imagens revelaram agressão a animal

A polícia de Los Angeles abriu inquérito para investigar a youtuber Brooke Houts, acusada de bater e cuspir em seu cachorro em um vídeo publicado na sua conta do YouTube.

De acordo com o BuzzFeed News, a jovem teria subido o material bruto, sem edição, por engano. As imagens fortes chocaram os mais de 300 mil seguidores de Brooke, que conseguiram salvar o material antes que fosse apagado por ela momentos depois. No canal, Brooke tem diversos vídeos com o cachorro.

No início do vídeo original, também retirado do ar, a youtuber afirma que vai fazer uma pegadinha com seu doberman, chamado Sphinx. Nas imagens sem edição, no entanto, Brooke  grita com o animal, chega a bater e até cuspir nele quando ele pula em cima dela querendo chamar a atenção da dona.

As imagens ganharam repercussão nas redes sociais e até a atriz Jameela Jamil, da série “The Good Place”, fez apelo às autoridades para que Brooke fosse investigada.

Na terça-feira (6), a jovem publicou uma longa carta no Twitter se justificando e pedindo desculpas pelo ocorrido. Brooke citou dificuldades em sua vida pessoal para explicar sua atitude com Sphinx.

“Para todos que estão comentando em minhas redes sociais: Nada do que eu disser vai fazer quem acredita que eu sou uma pessoa ruim parar de pensar isso e eu estou ciente disso. Peço desculpas a qualquer pessoa que tenha se sentido afetada pela gravação”, escreveu.

“No dia em que o vídeo foi filmado, que na verdade foi semana passada, algumas coisas na minha vida pessoal estavam fora do comum. Não estou me colocando no papel de vítima ou qualquer coisa assim, mas eu gostaria de salientar que raramente estou tão chateada como foi mostrado na gravação. Como já foi dito, isso não justifica que eu grite com meu cachorro da maneira que eu fiz, e eu estou completamente ciente disso. Eu deveria ter ficado tão brava como fiquei no vídeo? Não. Eu deveria ter aumentado minha voz e gritado com ele? Não”, continuou.

Por fim, Brooke afirma que quer “deixar claro que não sou uma abusadora de cães ou de qualquer outro animal. “Quero deixar claro que não sou uma abusadora de cães ou de qualquer outro animal. Qualquer um que tenha testemunhado algum verdadeiro abusador de animais pode ver isso claramente. Meu cachorro, de nenhuma maneira, se machucou com alguma ação minha exibida naquele vídeo”.