Morre Harold Ramis, ator de “Caça-Fantasmas” e diretor de “Feitiço do Tempo”

  • Por Agencia EFE
  • 24/02/2014 16h23

O ator Harold Remis ficou famosos pro seu papel em "Os Caça-Fantasmas"

Morre Harold Remis

Los Angeles (EUA.), 24 fev (EFE).- Harold Ramis, um dos comediantes mais brilhantes de Hollywood, protagonista de “Os Caça-Fantasmas” (1984) e diretor de “Feitiço do Tempo” (1993) e “Máfia no Divã” (1999), morreu nesta segunda-feira aos 69 anos, confirmou a Agência Efe o escritório de seu agente, David Kramer.

Ramis morreu em casa em Chicago em decorrência de complicações de uma vasculite, doença que causa a inflamação dos vasos sanguíneos que sofria há quatro anos. No momento da morte estava rodeado pela família e amigos, segundo um comunicado de sua agência de representação, UTA.

Como ator, seu papel mais lembrado é o do médico Egon Spengler em “Os Caça-Fantasmas”, a comédia de ficção científica dirigida por Ivan Reitman, em que também foi co-roteirista e dividiu a tela com outros ícones do gênero, Bill Murray, Dan Aykroyd e Rick Moranis. O filme arrecadou cerca de US$ 300 milhões em valores da época e teve uma sequencia de sucesso semelhante.

Os maiores reconhecimentos, no entanto, chegaram por seu trabalho como diretor, onde começou com “Clube dos Pilantras” (1980) e “Férias Frustradas” (1983) antes de brilhar com o célebre “Feitiço do Tempo”, em que seu grande amigo Murray vivia várias vezes o mesmo dia, incapaz de corrigir o desagradável jeito de ser.

Por ele ganhou o Bafta de melhor roteiro original, prêmio partilhado com Danny Rubin.

Depois chegaram títulos como “Eu, Minha Mulher e Minhas Cópias” (1996), com Michael Keaton e Andie MacDowell, e “Endiabrado” (2000), com Brendan Fraser e Elizabeth Hurley, e seu maior sucesso de bilheteria, “Máfia no Divã”, a comédia mafiosa protagonizada por Robert De Niro e Billy Crystal.

Seu último trabalho foi “Ano Um” (2009), comédia protagonizada por Jack Black e Michael Cera.