Morre, aos 67 anos, o cantor Roberto Leal

  • Por Jovem Pan
  • 15/09/2019 09h44
Jovem PanA causa da morte de ainda não foi divulgada

Conhecido por sucessos como “Bate o pé” e “Arerbita”, o cantor português Roberto Leal faleceu, neste domingo (15), aos 67 anos. Ele estava internado desde terça-feira (10) no Hospital Samaritano, em São Paulo, em decorrência de um câncer de pele.

O artista lutava contra a doença há dois anos, mas não resistiu e faleceu às 3h37. “Um melanoma maligno evoluiu, atingindo o fígado, causando síndrome de Insuficiência hepato-renal”, informou sua assessoria.

O velório será aberto ao público e acontecerá nesta segunda-feira (16), das 7h às 14h, na Casa de Portugal, no centro de São Paulo. Já o enterro será realizado às 15h, no Cemitério de Congonhas.

No Facebook, o ex-secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, lamentou a morte. “Hoje acordamos com um enorme choque. O nosso amigo, grande Português no Brasil e no Mundo, António Joaquim Fernandes, o grande Roberto Leal, acabou de falecer. A tristeza é enorme! Portugal e o Brasil estão de luto. Até sempre, Amigo”, escreveu.

Roberto Leal, nome artístico de António Joaquim Fernandes, nasceu em Macedo de Cavaleiros no dia 27 de novembro de 1951. Ele veio para o Brasil em 1962, aos 11 anos, e atualmente morava na capital paulista.

Futebol

Torcedor ilustre da Portuguesa, Leal foi um dos autores do novo hino do clube e, em 2015, ajudou o time, que vive uma prolongada crise financeira, a conseguir um novo patrocinador. Nas redes sociais, o clube paulista homenageou o cantor e publicou um trecho da canção Minha Gente. “Descanse em paz, Roberto”, escreveu a Portuguesa.

Política

Em 2018, o cantor se candidatou a deputado estadual em São Paulo pelo PTB e obteve 8.273 votos, mas não se elegeu.

*Com Estadão Conteúdo