Após receber críticas, Anitta diz que foi mal interpretada e se retrata: "sou feminista, sim"

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2018 15h52
Reprodução/ Facebook

No último mês de abril, Anitta deu uma entrevista à AFP que causou polêmica. Tudo porque, ao ser questionada sobre o feminismo, a artista desconversou e disse apenas que era “a favor de direitos iguais”. Agora, em uma nova conversa com a imprensa, ela reclamou que foi mal interpretada na ocasião e se retratou.

“Sim! Sou feminista. Algumas vezes, quando damos entrevistas, nem sempre conseguimos expressar exatamente o que pensamos. E imagina, eu dou 30 entrevistas por semana! Impossível. Algumas vezes alguém interpreta mal. Eu sou feminista, sim. Eu só disse que o feminismo quer igualdade entre homens e mulheres e não o oposto. Para exaltar a mulher, não precisa rebaixar os homens”, declarou, em espanhol, ao canal mexicano RMS.

Na mesma entrevista, a cantora deu suas opiniões sobre os padrões estéticos que são impostos na sociedade contemporânea. Ela confirmou que fez alguns procedimentos em seu rosto, como uma operação no nariz, mas revelou que não faz dieta e que não tem problema nenhum em mostrar suas celulites – como fez no videoclipe de Vai Malandra.

“Já mudei muito. Minha cara não era assim! Eu tinha um nariz gigante. Mudei toda minha cara. Mas mudar é fácil, você dorme e quando acorda está transformada. Para tirar celulite tem que fazer dieta. E não quero fazer dieta, quero comer (risos). Não tenho que ter vergonha do meu corpo. Tenho que ser feliz. Não preciso tirar minha celulite. Sou feliz com o que tenho”, pontuou.

Por fim, citando o mesmo hit, celebrou o atual momento de sua carreira, mesmo minimizando a importância dos índices de vendas e popularidade.

“Para mim, em primeiro lugar está meu coração. Depois penso em números, conquistas. Tenho que estar feliz com o que estou fazendo (…). Sobre Vai Maladra, eu imaginava que teria um êxito grande no Brasil. Mas não esperava que tocasse em todos os países como está tocando agora! Para mim é uma surpresa grande. Só fiz para o Brasil”, declarou.