Após sete anos, Green Day voltar a trazer rebeldia e nostalgia a São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2017 17h38
Estadão Conteúdo

Quando Billie Joe disse “ainda estamos vivos”, os mais de 25 mil presentes no Anhembi, Zona Norte de São Paulo, na noite de ontem (03), já haviam se dado conta da afirmação. Bastou a agitada “Know Your Enemy”, a primeira música do set, para o Green Day mostrar que nada mudou, inclusive quando, logo de cara, o vocalista já chamou alguém da plateia para o palco.

Depois de 7 anos a banda voltou à capital paulista, desta vez com a turnê do álbum Revolution Radio, lançado no ano passado. Assim como em 2010, os fãs viram um show repleto de discurso político, fantasias e bandeiras. O uso de chamas e fogos no palco foi maior, bem maior, mas acompanha bem as músicas e atrai ainda mais a atenção do público.

Após a abertura, vieram “Bang Bang” e “Revolution Radio” antes da chegada do disco com mais destaque na apresentação, “American Idiot”, de 2004, com 7 músicas ao todo. A primeira foi “Holiday”. Com a bandeira do Brasil na mão, Billie Joe pediu “Não ao racismo, não ao sexismo, não à homofobia e não a Donald Trump”, enlouquecendo o público, que respondeu com um coro de “Fora Temer”.

Em “Boulevard of broken dreams” o frontman voltou a dar seus conselhos: “Sabe o que é legal? Não tem muita gente filmando. Nós não precisamos do Facebook. Não salve para depois. Viva agora”. Ainda na mesma música, Billie recebeu uma bandeira LGBT e a acenou para os fãs.

O trio, formado ainda por Tré Cool (bateria) e Mike Dirnt no (baixo), mas com músicos de apoio, percorre bem os mais de 30 anos de carreira. As sempre presentes “2000 Light Years Away”, “Nice guys finish last”, “Waiting”, “When I Come Around”, “Welcome to Paradise” e “Minority” continuam agitando o público, inclusive os mais velhos. Em “Longview” e “Knowledge” Billie Joe volta chamar alguém da plateia para subir no palco.

Antes da primeira pausa, os californianos transformam o palco em uma verdadeira festa com “King for a Day” e deixam o público ainda mais em êxtase com um solo de saxofone de “Garota de Ipanema”.

No primeiro retorno, “American Idiot” e “Jesus of Suburbia” voltaram a incendiar o palco com mais fogos e chamas. Enquanto que no segundo bis, Billie Joe retornou sozinho, apenas com um violão, para as performances de “21 Guns” e “Good Riddance (Time Of Your Life)”, que deu ponto final à noite.

O Green Day segue agora para Curitiba, onde toca amanhã, e depois para Porto Alegre, para encerrar a tour brasileira na terça-feira.

Confira o setlist:

“Know Your Enemy”

“Bang Bang”

“Revolution Radio”

“Holiday”

“Letterbomb”

“Boulevard of Broken Dreams”

“Longview”

“Youngblood”

“2000 Light Years Away”

“Armatage Shanks”

“J.A.R.”

“F.O.D.”

“Scattered”

“Nice guys finish last”

“Waiting”

“When I Come Around”

“Welcome to Paradise”

“Minority”

“Are We the Waiting”

“St. Jimmy”

“Knowledge”

“Basket Case”

“King for a Day” (solo de saxofone cita “Garota de Ipanema”)

“Shout” / “Always Look on the Bright Side of Life” / “Break on Throught” / “(I Can’t Get No) Satisfaction” / “Hey Jude”

“Still Breathing”

“Forever Now”

“American Idiot”

“Jesus of Suburbia”

“21 Guns”

“Good Riddance (Time of Your Life)”