Autor do hit "Despacito" critica política de tolerância zero de Donald Trump

  • Por Jovem Pan
  • 30/06/2018 18h44
Johnny Drum/Jovem PanPrograma teve dois artistas convidados nesta terça-feira (27)

O cantor porto-riquenho Luis Fonsi, um dos compositores do sucesso “Despacito”, criticou neste sábado no Marrocos a política migratória de tolerância zero do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que separa as famílias de imigrantes que chegam à fronteira sul do país.

“Não estou de acordo com o que está acontecendo, acredito que uma liderança é o que une e inspira as pessoas. Ver imagens de crianças pequenas separadas de seus pais me entristece e me machuca”, disse Fonsi em entrevista coletiva na cidade marroquina de Rabat, onde faz uma apresentação esta noite no festival internacional Mawazine.

Fonsi acrescentou que expressou sua rejeição a essa política em seus perfis nas redes sociais e pediu que o governo americano encontre uma melhor solução para a questão.

Nos Estados Unidos, mais de 2.300 crianças, a maioria delas procedentes do México e de países centro-americanos, foram separados de seus familiares desde abril como resultado da aplicação da política de tolerância zero desenvolvida pelo presidente Donald Trump.

Com base nessa política, os Estados Unidos processam criminalmente todas as pessoas que cruzam irregularmente a fronteira sul.