‘Blink-182 fez seus melhores trabalhos quando Tom estava na banda’, diz Mark Hoppus

Baixista ainda falou sobre relação atual com ex-vocalista do Blink-182

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2019 10h20
ReproduçãoBaixista admitiu que melhor fase da banda já passou e agora as músicas tem nova pegada

Mark Hoppus, baixista do Blink-182, admitiu que a banda era melhor quando o vocalista Tom DeLonge fazia parte do grupo. Em entrevista à revista Vogue para divulgar “NINE”, novo álbum da banda, Hoppus relembrou da época do “Enema Of The State”, terceiro álbum do Blink lançado em 1999.

“[Naquela época] existia um espírito de unidade, foi quando a banda se encontrou. O Blink fez os seus melhores trabalhos quando Tom estava na banda. Agora, na era pós-Tom e com Matt [Skiba], estamos abordando as músicas de forma diferente”, disse Mark.

DeLonge seguiu como vocalista do Blink-182 até 2015, quando decidiu seguir com projetos paralelos, incluindo a banda Angels & Airwaves. O cantor foi substituído por Matt Skiba, que também canta no Alkaline Trio. Com a nova formação, a banda já lançou dois álbuns: “California” (2016) e “NINE” (2019).

À Vogue, Mark Hoppus disse que mantém contato com o ex-vocalista do Blink, mas apenas de forma cordial. “Falei com o Tom pela primeira vez em dois anos pouco antes de começarmos essa turnê. A conversa foi na linha de ‘sem ressentimentos, você está fazendo suas coisas e a gente, as nossas’, foi tudo tranquilo.”