Por onde anda o Boyz II Men, dono do recorde da Billboard com música com Mariah Carey

“One Sweet Day”, do Boyz II Men com Mariah Carey, é a música que liderou o ranking da Billboard por mais tempo: 16 semanas

  • Por Jovem Pan
  • 25/07/2019 14h56
Reprodução/TwitterO Boyz II Men é dono do recorde de música que passou mais tempo no topo do Billboard Hot 100 com "One Sweet Dream", música com Mariah Carey

Até a próxima semana, pelo menos, três músicas dividem o recorde de maior número de semanas na liderança do Billboard Hot 100: “Despacito”, de Luis Fonsi, Daddy Yankee e Justin Bieber, a nova “Old Town Road”, de Lil Nas X, e “One Sweet Dream”, uma parceria de Mariah Carey com o Boyz II Men. Mas, desses seis artistas, o trio americano é o mais desconhecido nos dias de hoje.

Formado na Filadélfia, nos Estados Unidos, em 1985, o Boyz II Men ficou conhecido por ser um grupo vocal e por músicas a capella. A banda explodiu nos anos 1990, quando era um quarteto formado por Nathan Morris, Shawn Stockman, Wanya Morris e Michael McCary, que deixou o grupo em 2003.

O sucesso do grupo veio em 1991, com o disco de estreia “Cooleyhighharmony”. O álbum chegou na 3ª posição do Billboard 200 e liderou o ranking de venda de discos de R&B e Hip-Hop nos Estados Unidos. Entre os destaques, estavam os singles “Motownphilly”, “It’s So Hard to Say Goodbye to Yesterday” e “Please Don’t Go”.

Depois do álbum, a banda saiu em turnê, mas voltou para o estúdio em 1992 para gravar o single “End of the Road”, que se tornou um dos maiores da carreira do quarteto. A música liderou o Billboard Hot 100 e venceu dois Grammys em 1993.

Em 1994, o Boys II Men lançou o álbum “II”, seu aguardado segundo disco. Com o sucesso que o grupo estava fazendo, o disco logo se tornou um dos mais vendidos da história entre artistas de R&B, marca que detém até hoje. No ano seguinte, vieram mais dois Grammys.

Mas a música que quebrou o recorde de mais tempo na liderança do Billboard Hot 100 veio só em novembro de 1995. “One Sweet Day” foi resultado de uma participação do grupo vocal no álbum “Daydream”, o quinto de estúdio de Mariah Carey. A música foi indicada a dois Grammys em 1996, mas perdeu ambos.

Derrocada

Depois de atingir o ápice com “One Sweet Dream”, o Boyz II Men começou um processo de derrocada. O grupo lançou o terceiro álbum, “Evolution”, em 1997. O disco teve muitas críticas negativas e vendeu só 3 milhões de cópias, muito abaixo das 12 milhões de cópias de “II”.

O quarto álbum teve resultados ainda piores: ” Nathan Michael Shawn Wanya” saiu em 2000 e vendeu apenas 500 mil cópias nos Estados Unidos, apesar de ter sido melhor recebido pela crítica do que o antecessor. Em 2003, Michael McCary deixou o grupo por problemas nas costas que o impediam de se apresentar. No mesmo ano, a gravadora Arita encerrou o contrato com os artistas.

A partir de então, o trio passou a viver do próprio passado e voltou a fazer algum sucesso com coletâneas e novas roupagens de músicas antigas, além de covers de outros artistas. Desde a saída de McCary, foram mais quatro discos de músicas inéditas: “The Remedy” (2006), “Twenty” (2011), “Collide” (2014) e “Under the Streetlight” (2017).

Hoje, o Boyz II Men segue em atividade, mas muito longe do sucesso dos anos 1990. O grupo faz apresentações esporádicas em programas de TV nos Estados Unidos e turnês com outros artistas que fizeram sucesso no passado. A parceria com Mariah Carey, que rendeu ao então quarteto o recorde na Billboard, também nunca mais foi refeita.