Chegou a hora! Veja o que podemos esperar do tão aguardado retorno de Beyoncé aos palcos

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2018 13h16
Divulgação

Em 2017, no auge do estouro do álbum Lemonade, Beyoncé foi escalada o Coachella, tradicional festival de música sediado na Califórnia, Estados Unidos. Para o desespero dos fãs, porém, ela teve que cancelar sua participação por indicação médica ao descobrir que estava grávida dos gêmeos Rumi e Sir Carter. Mas a ansiedade acaba na madrugada deste sábado (14). Por volta das 3h (no horário de Brasília), a popstar subirá ao palco da edição de 2018 do evento para fechar o line-up.

Por todo esse histórico, esse é um dos shows mais aguardados da carreira da estrela. E olha que de apresentação memorável ela entende! Quem é que não se lembra, por exemplo, da cantora no VMA de 2014, quando ela exibiu no telão trechos do famoso discurso “We Should All Be Feminist” da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie enquanto cantava o hit Flawless? Ou da performance no Glastonbury de 2011, grávida de Blue Ivy? Ou ainda da apresentação de 2016 no Super Bowl, em que ela e as dançarinas foram vestidas como manifestantes Panteras Negras?

Para o Coachella, ela e sua equipe tem ensaiado cerca de 11 horas por dia. E como “equipe”, de acordo com informações do TMZ, entende-se 100 dançarinos que foram contratados especialmente para esse show. Existem especulações também sobre possíveis participações especiais. A mais aclamada seria a do marido da popstar, Jay-Z. Essa seria uma retribuição à aparição que ela fez no show do rapper em 2009 no mesmo festival e funcionaria como uma prévia da On The Run II, turnê conjunta que farão em junho. Os fãs pensam ainda na provável participação de LeToya Luckett e LaTavia Robertson, ex-colegas da banda Destiny’s Child.

De qualquer forma, a única coisa que já sabemos é que esse será mais um show que marcará para sempre a carreira de Beyoncé. Para assisti-lo, basta acessar o YouTube, plataforma que criou uma página especial para transmitir as apresentações do festival ao vivo.

Como aquecimento, relembre a passagem da Queen Bey pelo Glastonbury: