Chris Brown é acusado de "facilitar" múltiplos estupros em festa em sua casa

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2018 19h52
Reprodução

Chris Brown está sendo processado por facilitar múltiplos estupros em 2017 durante uma festa na sua casa. A vítima, que se identifica no processo como Jane Doe, descreveu a festa como um verdadeiro pesadelo e afirmou ter sido estuprada duas vezes por um amigo do rapper e forçada a fazer sexo oral em uma amiga do cantor. Ela ainda afirma que outras mulheres sofreram abuso sexual. 

De acordo com a Billboard, Jane Doe foi convidada para uma festa no estúdio de Chris Brown depois de um show e, no local, seu celular foi tomado com a justificativa de que o aparelho não era permitido. Quando ela decidiu ir embora, os amigos do rapper a coagiram a ir até a casa do cantor para ter seu celular de volta. Lá, as coisas pioraram.

A casa de Chris Brown estava cheia de drogas como cocaína e até armas. O cantor ainda deu um comprimido com pó branco para cada uma das mulheres no local, que Doe se recusou a tomar. Em certo momento, Brown e um amigo, Grissom e outra amiga levaram todas as convidadas para um quarto para “coagir, intimidar e assediar aquelas que não queriam ter relações sexuais”.

Um sofá foi colocado na porta do cômodo para “abafar os sons de resistência”. Neste momento, quando Jane deixou claro que não queria ter relações sexuais, ela foi forçada a fazer sexo oral na amiga de Chris Brown e depois foi estuprada duas vezes por Grimsson.

A advogada do caso, Gloria Allred, afirmou que Jane Doe foi a um centro de tratamento para vítimas de abuso sexual e ficou “severamente traumatizada com os eventos”. Chris Brown, Grimsson, a amiga e outros que estavam na festa são acusados de violência de gênero, assédio, estupro, interferência no exercício dos direitos civis e mais. O rapper não se pronunciou sobre o caso.