Coronavírus antecipa fim de complicada turnê de Madonna em Paris

Madonna cancelou 18 shows da turnê mundial do álbum ‘Madame X’, lançado em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2020 16h06
EFE/EPA/IAN LANGSDONMadonna cancelou 18 shows da turnê mundial do álbum 'Madame X', lançado em 2019

A epidemia de coronavírus forçou o cancelamento dos últimos shows da turnê “Madame X“, de Madonna, que não realizará as duas apresentações previstas para terça (10) e quarta-feira (11) em Paris, na França.

Madonna não teve sorte nesta turnê, que começou em Nova York em setembro do ano passado, já com atraso, e teve shows cancelados em Lisboa, Boston e Londres, entre outras cidades.

A estadia em Paris não foi nada simples e acabou sendo o verdadeiro reflexo de uma turnê cheia de incidentes para apresentar o último álbum da cantora, “Madame X”. Na capital francesa, houve problemas técnicos, cancelamentos por razões de saúde e a suspensão das duas últimas datas previstas.

A decisão das autoridades francesas de proibir todos os eventos com mais de mil pessoas, a fim de evitar o contágio, terminou prematuramente a turnê mundial em sua última fase. E a apresentação que daria início à viagem, marcada para 20 de fevereiro, foi cancelada por razões de saúde. Madonna tinha avisado aos fãs através das redes sociais que não estava na melhor forma para encarar uma turnê que a levaria a 11 cidades.

A cantora tinha reservado 14 noites em Paris, mas as coisas não saíram como o planejado. O segundo show, em 23 de fevereiro, começou com três horas e meia de atraso devido a problemas técnicos e de adaptação ao palco da casa de shows Grand Rex, de acordo com os organizadores. A terceira apresentação, em 25 de fevereiro, foi cancelada por razões de saúde, devido aos problemas ocasionados por uma queda da artista.

Madonna contou no Instagram que precisava de três horas de reabilitação antes de cada show, e o mesmo período depois. E isso a levou a desistir do show marcado para 1º de março. Nos shows que chegou a realizar, ela proibiu o público de usar smartphones para evitar que fosse filmada.

A passagem por Paris encerra a turnê mais acidentada da cantora, durante a qual suspendeu nada menos que 18 shows em Nova York, Los Angeles, Boston, Miami, Lisboa, Londres e na capital francesa.

*Com EFE