Morre o sambista David Corrêa, aos 82 anos, vítima da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2020 11h53
DivulgaçãoO sambista David Corrêa morreu neste domingo (10), aos 82 anos, vítima da Covid-19

Morreu neste domingo (10) o cantor e compositor David Corrêa, aos 82 anos, vítima de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Maior vencedor de sambas-enredo da história da Portela, ele estava internado no CTI do Hospital Naval Marcílio Dias, no Rio de Janeiro, desde o dia 2 de maio e morreu após piora no quadro de insuficiência renal.

Corrêa criou vários sambas-enredo para a escola, entre eles “Pasárgada, O Amigo do Rei”, “Macunaíma, Herói de Nossa Gente”, “Amazonas, Esse desconhecido! (Delírios do Eldorado Verde)”, “Incrível, Fantástico, Extraordinário!”, “Hoje Tem Marmelada”, “Das Maravilhas do Mar, Fez-se o Esplendor de Uma Noite” e “Meu Brasil Brasileiro”.

Nas redes sociais, a Portela lamentou a morte do compositor. “O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela lamentam profundamente o falecimento de David Corrêa, um dos maiores expoentes da Ala de Compositores Ary do Cavaco, e se solidarizam com seus familiares e amigos. Perdemos um gigante!”, diz a nota.

Morre o compositor David Correa, maior vencedor de sambas-enredo da história da PortelaMorreu neste domingo (10), aos…

Posted by Portela on Sunday, May 10, 2020

Ligado à Portela desde o início da carreira, o carioca David Corrêa teve passagens por outras escolas de samba. Na Mangueira, foi um dos quatro compositores do inesquecível samba “Atrás da Verde e Rosa Só Não Vai Quem Já Morreu”. Antes, para o Salgueiro, foi coautor de “Skindô, Skindô”.

*Com Estadão Conteúdo