“É como se estivesse morrendo”, desabafa Kesha sobre não poder lançar singles

  • Por Jovem Pan
  • 23/10/2015 20h07
Reprodução/InstagramKesha mal pode esperar para lançar novas músicas

Desde 2012, a cantora Kesha está processando seu produtor e empresário Dr. Luke e, enquanto ainda está vinculada ao executivo, ela não pode lançar novas músicas e discos. Então, ela está há três anos sem novidades e, segundo seu desabafo em entrevista à revista “Entertainment Weekly”, está sofrendo muito com essa complicação.

“Estou morrendo de vontade de lançar alguma música. É como se estivesse morrendo, literalmente”, disse a cantora na entrevista. Desde o estouro em sua carreira, ela já esteve em uma clínica de reabilitação e, agora, segue na briga judicial contra Dr Luke. “Mas enquanto não posso, só estou reunindo ideias e rezando para que chegue logo o dia que eu possa lançar algo”.

O empresário, que também foi mentor de Kesha, é acusado, entre outras coisas, de terrorismo psicológico e abuso sexual. Enquanto ela espera estar liberada para produzir um novo álbum, a cantora ainda disse que não tem ideia de como será o disco.

“Não tenho ideia de como irá soar [o disco futuro]. Tudo que sei é que tenho muito a escrever. Não há muito o que dizer agora. Nada de falar com certeza ainda, mas apenas orando por isso”, comentou Kesha, que estourou com os hits “Tik Tok” e “Your Love Is My Drug”, ambos de 2012.

Enquanto está impedida de retomar a carreira (já que ainda vinculada com Dr. Luke não pode ter outros empresários ou produtores), o advogado da cantora está indo atrás de uma decisão mais rápida por parte dos responsáveis pelo caso. “Kesha não pode trabalhar com outros produtores ou outras gravadoras para lançar músicas novas. Sem música nova para cantar, Kesha não pode fazer turnê. Fora das rádios, dos palcos e dos holofotes, Kesha não pode fazer publicidade, receber patrocínios ou obter atenção da mídia. Seu valor de mercado caiu e, a menos que o tribunal emita uma limitar, Kesha sofrerá um dano irreparável, despencando sua carreira para além de um ponto em que seja possível retornar”, diz o advogado da cantora, que está tentando conseguir uma decisão mais rápida por parte do juiz.