Ed Sheeran ganha Brit de melhor artista britânico e melhor álbum do ano

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2015 10h16
EFE

O cantor e compositor Ed Sheeran foi a principal estrela do prêmio Brit, o mais importante da música no Reino Unido, ao ganhar nesta quarta-feira (25) os prêmios de melhor artista masculino britânico e melhor álbum do ano por seu trabalho “X”.

Sheeran, de 24 anos, superou nas principais categorias Sam Smith, que ganhou quatro prêmios Grammy no início de fevereiro, mas que saiu hoje do pavilhão O2 Arena de Londres com somente dois prêmios menores, de melhor sucesso global e de artista revelação.

Na categoria de melhor artista feminina britânica, Paloma Faith venceu Ela Henderson, FKA Twings, Jessie Ware e Lilly Allen.

Sheeran recebeu o prêmio de melhor disco, o mais importante da noite, das mãos do ator Russell Crowe, que elogiou no palco “2014 foi um ano muito, muito bom para a música britânica”.

O prêmio de melhor banda do Reino Unido foi para os membros de Royal Blood, que receberam a estatueta do guitarrista do Led Zeppelin Jimmy Page.

Royal Blood venceu, entre outros, o grupo juvenil One Direction, que teve que se conformar com o reconhecimento de melhor vídeo por “You and I”.

“É um enorme surpresa para nós, embora provavelmente seja ainda mais para todos vocês, porque talvez não sabem nem que somos”, disse Mike Kerr, guitarrista da banda, formada em 2013 e com somente um álbum lançado.

O piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton e a cantora Ellie Goulding entregaram à americana Taylor Swift o prêmio de melhor artista internacional.

“Atuei na Inglaterra durante oito anos e este é meu primeiro prêmio Brit. Estou muito feliz”, disse Taylor, que agradeceu a Sheeran.

“Não estaria aqui em cima se não fosse por um de meus melhores amigos, que me levou aos ‘pubs’, me ensinou como fazer uma boa xícara de chá e me ensinou tudo o que eu sei sobre o Reino Unido”, disse.

O americano Pharrell Williams foi nomeado melhor artista internacional masculino, prêmio que agradeceu por meio de uma mensagem gravada, assim como os Foo Fighetrs, eleitos melhor banda internacional.

Na última apresentação da noite, Madonna, vestida com uma longa capa negra, deslizou do alto dos degraus e caiu, o que não impediu a rainha do pop de continuar com o espetáculo.