Foo Fighters conta com público fiel para fazer show icônico no Morumbi

  • Por Jovem Pan
  • 24/01/2015 09h50
Folhapress<p>Dave Grohl (foto) interagiu muito com seus fãs, arrancando risadas durante toda a apresentação</p>

“Vocês ainda estão com voz?”. Essa foi a pergunta que Dave Grohl, vocalista do Foo Fighters fez ao público ainda na quinta canção do setlist montado para o show desta sexta-feira (23), no Estádio do Morumbi, em São Paulo. O vocalista e guitarrista tocou 23 músicas que foram cantadas pelos mais de 60 mil presentes no local e provou que realmente é o cara mais legal do rock ‘n roll na atualidade.

Carismático e espontâneo, o ex-baterista do Nirvana conseguiu uma ótima sintonia com os fãs, que responderam com coros. A música do novo álbum do grupo, “Something From Nothing” abriu a apresentação, cantada pelos fãs presentes. O tombo do líder da banda por conta da chuva não o abalou e logo emendou três clássicos do Foo: “The Pretender”, “Learn to Fly” e “Breakout”.

O envolvimento do público soltando a voz em todas as músicas até então deixou Grohl e a banda visivelmente surpresos e empolgados, dando espaço para diversos elogios até o fim da noite. Arlandria do álbum “Wasting Light” e o hino My Hero de “The Colour and The Shape” mantiveram o nível, que só caiu com a nova Congregation, canção presente em “Sonic Highways”.

O idioma diferente não foi um obstáculo na interação. Grohl tirou muitas risadas de quem compareceu ao Morumbi. Uma delas foi quando perguntou quem já havia ido a um show da banda e uma fã afirmou ser a primeira vez. O músico então fez cara de incrédulo e garantiu fazer o melhor show possível para que a garota não se arrependesse.

Os músicos também divertiram o público ao tocar trechos de “War Pigs” do Black Sabbath, em que Dave esqueceu parte da letra e “Tom Sawyer” do Rush, quando todos os membros colaboraram com solos, mas não tocaram a canção toda por ser “muito difícil”, segundo o vocalista.

Após Taylor Hawkins assumir o vocal em “Cold Day in the Sun” e depois tocaram “I’ll Stick Around” e “Monkey Wrench”, Grohl assumiu o violão e caminhou pela passarela do palco até próximo da pista. O músico pediu para o público que estava mais atrás e nas arquibancadas se manifestarem antes de começar a cantar “Skin and Bones”.

Na sequência, o líder do grupo criado após a dissolução do Nirvana pediu para que os casais se manifestassem no estádio e chamou o rapaz chamado Vinicius para fazer um pedido de casamento à sua namorada Monica. O som acústico de “Wheels”, inédita da turnê brasileira, deixou o clima romântico e arrancou lágrimas de algumas meninas emocionadas com o que estava acontecendo.

O hit “Times Like These” começou apenas no violão e terminou com a banda toda aparecendo de surpresa no meio da passarela, onde continuaram próximo ao público nos quatro covers que cantaram a seguir. “Detroit Rock City” (Kiss), “Stay With Me” (The Faces) e “Tie Your Mother Down” (Queen) agitaram os fãs insandecidos. Para fechar com chave de ouro, “Under Pressure”, também do Queen contou com o apoio da massa, que cantou como se estivesse assistindo à uma apresentação dos ingleses.

Os mais de 60 mil presentes utilizaram suas lanternas para dar um lindo efeito à apresentação. Grohl e companhia ficaram impressionados e olharam para o que estava acontecendo com um semblante de satisfação. Os paulistanos e brasileiros de várias partes do país estavam dando um show no Morumbi.

Com mais de três horas de show, o grupo norte-americano ainda conseguiu tirar tudo o que pode de seus fanáticos seguidores, que pularam e gritaram durante a poderosa “All My Life”. A canção “Outside” surgiu para dar tempo de todos se recomporem para cantar a música mais entoada da noite: “Best of You”.

Do começo ao fim, Grohl e os fãs soltaram a voz, com direito a lanternas ligadas e o coro de “ôôôôô” ao final do hino do Foo Fighters. Agradecendo por toda a entrega da legião de brasileiros presentes durante os 20 anos do grupo, Dave Grohl fechou o grande show com o primeiro hit da banda: “Everlong”.

Como não poderia ser diferente, todos deram o que tinham de voz para cantar alto e deixar a ótima impressão para os norte-americanos, que prometeram voltar o quanto antes para mais uma noite espetacular. A união entre banda e público foi o grande diferencial para tornar o dia 23 de janeiro de 2015 inesquecível.

Setlist do show em São Paulo:

Something From Nothing
The Pretender
Learn to Fly
Breakout
Arlandria
My Hero
Congregation
Walk
Cold Day in The Sun
I’ll Stick Around
Monkey Wrench
Skin and Bones
Wheels
Times Like These
Detroit Rock City
Stay With Me
Tie Your Mother Down
Under Pressure
All My Life
These Days
Outside
Best of You
Everlong