Iggy Azalea diz que pensou em suicídio durante divulgação de “Switch”, parceria com Anitta

  • Por Jovem Pan
  • 13/04/2018 17h11
Reprodução

Iggy Azalea passou por momentos difíceis na carreira no ano passado e toda a confusão com sua gravadora afetou também a sua vida pessoal. Em entrevista à revista Paper, a rapper falou abertamente sobre o disco “Digital Distortion” que foi descartado e como ficou depressiva enquanto divulgava o single “Switch”, com Anitta.

“Tudo estava desmoronando e eu precisava amar e acreditar na música que estava fazendo. Quando entreguei o álbum, os executivos queriam saber onde estavam os potenciais hits para as rádios. Tudo o que eles queriam criar eram músicas como ‘Switch’. E essas músicas são ótimas, mas músicas pop não funcionam sem uma base. Músicas pop são como skittles: têm um gosto muito bom, mas se você comer demais se sente mal. Não são uma refeição criativa. Aqui estava eu no momento mais sombrio da minha vida, contemplando suicídio e cantando ‘Switch’”, desabafou.

Logo depois que a divulgação de “Switch” começou é que as coisas pioraram para Iggy: o clipe gravado com Anitta vazou na web sem finalização e a rapper perdeu investimento e o apoio da gravadora. Sem respaldo financeiro, o “Digital Distortion” foi cancelado e a rapper trocou de gravadora para a nova fase da carreira e o novo disco.

“Comecei o ‘Digital Distortion’, mas ele era muito agressivo e raivoso. Não me sinto mais assim. Estou feliz”, disse. “Foi bom ter uma música [‘Savior’] em que pude falar sobre depressão e botar minhas cartas na mesa. É completamente diferente de muitas das músicas do álbum, que são rap pesado”, falou.