Investigação sugere que James Brown foi assassinado e revela detalhes obscuros sobre seu passado

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2019 15h55
RAIMUNDO VALENTIM/ESTADÃO CONTEÚDOJames Brown morreu em 2006, aos 73 anos

Uma reportagem feita pelo site do canal americano CNN sugere que o cantor James Brown foi assassinado – e ainda descobriu detalhes envolvendo um suposto estupro cometido pelo músico e o suposto assassinato de uma de suas ex-esposas. Ele morreu em 2006, no dia do Natal, vítima de um ataque cardíaco.

A testemunha-chave da investigação é o Dr. Marvin Crawford, médico que cuidou do cantor e assinou seu atestado de óbito. Ele afirmou que sempre suspeitou das causas da morte de Brown. “Ele era um paciente com quem eu nunca imaginei que aconteceria alguma. Mas ele morreu naquela noite, o que me fez perguntar: ‘O que deu errado naquele quarto?'”, disse Crawford.

O médico recomendou que o corpo do músico passasse por uma autópsia, mas a filha dele, Yamma, não aceitou. Nem ela, nem sua irmã, Deanna Brown Thomas, quiseram falar com a reportagem sobre o pai.

Estupro e assassinato da esposa

A investigação da CNN inclui entrevistas com cerca de 140 pessoas, dezenas de milhares de análises de relatórios policiais e 1.300 páginas de trocas de mensagens. Com isso, a reportagem descobriu muito mais sobre James Brown.

O projeto começou em 2017, quando o canal foi contatado pela cantora e atriz circense Jacque Hollander, que insistiu que ela tinha informações sobre a morte de James Brown. Depois, foi descoberto que ela e o cantor trabalharam juntos nos anos 1980, e em 1988 ele teria a estuprado. Hollander não prestou queixa, mas guardou evidências sobre Brown e seus sócios nos últimos 30 anos.

Outra descoberta diz respeito à morte de uma ex-esposa do músico, Adrienne Rodriguez. Ela faleceu em 1996, após uma cirurgia plástica. Um detetive aposentado, que trabalhou no caso, recuperou um caderno que ele conseguiu com um informante em 2001. Nas páginas, a fonte escreveu que um médico teria confessado ter assassinado a mulher induzindo uma overdose. Procurado pela CNN, o médico negou o crime.

Considerado um dos maiores cantores de todos os tempos, James Brown morreu em 25 de dezembro de 2006, aos 73 anos. O músico foi preso pelo menos cinco vezes por violência doméstica, quatro delas por bater em Adrienne.