Morre Marcelo Yuka, ex-baterista e um dos fundadores da banda O Rappa

  • Por Jovem Pan
  • 19/01/2019 08h30 - Atualizado em 19/01/2019 08h31
Reprodução/FacebookYuka parou de tocar bateria após ser baleado em assalto e ficar paraplégico

O músico Marcelo Yuka morreu na noite de sexta-feira (18), aos 53 anos. Baterista e letrista, ele foi um dos fundadores da banda O Rappa e do grupo  F.UR.T.O – sigla de Frente Urbana de Trabalhos Organizados.

Yuka estava internado em estado grave no Hospital Quinta D’Or, na zona norte do Rio de Janeiro, desde dezembro, com quadro de infecção generalizada. No começo deste ano, ele havia sofrido um acidente vascular cerebral (AVC).

Compositor e ativista

Yuka, como era conhecido, nasceu no Rio de Janeiro em 31 de dezembro de 1965. Era baterista, mas depois de ser baleado em um assalto – em 2000 – ficou paraplégico, o que o impediu de continuar tocando o instrumento.

Na década de 1990, se destacou como compositor, tendo sido autor da maioria das canções do Rappa, com críticas sociais. Líder de uma organização não governamental (ONG), ele era ativista por pesquisas com células tronco.

Pescador de ilusões

Marcelo Yuka é considerado um dos cérebros do Rappa, que ajudou a fundar em 1993. São de autoria de canções como “Pescador de ilusões”, “A feira”, “Minha alma (a paz que eu não quero)” e “O que sobrou do céu”.