Não conhece? Deveria! 8 fatos sobre a sensação do momento, Pabllo Vittar

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2017 12h33
Reprodução/Facebook

Pabllo Vittar significa muita coisa para o mundo LGBT. Derrubando barreiras e cavando seu espaço, a cantora agora sai da “bolha” e caminha a passos largos para conquistar um público ainda maior do que já tem e se consolidar como realidade da música pop brasileira, sem preconceitos. A tarefa não é exatamente fácil, mas ela, em entrevista exclusiva para a Jovem Pan, demonstrou ter uma filosofia bem definida: “a música é feita para unir as pessoas e para agregar, não para segregar”.

Mesmo sendo parte integrante da carreira internacional de Anitta – as duas foram ao Marrocos gravar o clipe de “Sua Cara”, ao lado do produtor internacional Diplo – e no ar em “Amor e Sexo”, da Globo, não é todo mundo que conhece seu nome. Mas isto é questão de tempo.

Mas nada tema, a Jovem Pan mostra um guia rápido para conhecer a incrível Pabllo Vittar:

Transgênero ou drag queen?

Pabllo é uma drag queen, assim como muitas cantoras brasileiras que estão dando o que falar nos últimos tempos, como Gloria Groove e Lia Clark. A estrela já falou em algumas oportunidades que “se montou” pela primeira vez aos 17 anos.

Por quê o nome “masculino”?

Seu nome de batismo é Phabullo Rodrigues da Silva, mas escolheu o nome artístico Pabllo Vittar para a sua carreira como cantora. Pabllo justificou que gosta do seu nome e se usasse um nome feminino para se apresentar, não estaria sendo autêntica. Ah, e não tem essa de “A” ou “O” Pabllo não! “Pabllo Vittar é um menino. Que é menina. Que não tem gênero. Que não tem medo”, já declarou em uma entrevista. Porém, outras vezes já disse que “não ‘se monta’ para ser chamada no masculino”, o que é visto como um discurso ‘universal’ entre as drag queens.

Você já viu Pabllo na TV

Atualmente liderando a banda do programa “Amor & Sexo”, da Rede Globo, a cantora ganhou espaço na TV aberta devido à sua voz e performance únicas. Ela já declarou, em entrevista ao Extra, o quanto o sucesso é importante para os artistas LGBT: “Eu, como tantos outros artistas, estou aqui para mostrar que teremos o nosso espaço e brigaremos por respeito. Não importa em qual fatia da sociedade será, lá estaremos”.

Emplacou o hit do Carnaval (dois anos seguidos!)

A cantora foi um dos maiores nomes em dois carnavais seguidos! Em 2016, marcou os bloquinhos LGBT com sua faixa “Open Bar”, uma versão brasileira de “Lean On”, do Major Lazer. Já em 2017, a bola da vez foi “Todo Dia”, parceria com Rico Dalasam, cujo clipe possui mais de 27 milhões de visualizações no YouTube. A letra tem tudo a ver com a festa de fevereiro e se tornou um dos hinos da celebração: “Eu não espero o carnaval chegar para ser vadia / Sou todo dia”.

Ela está com tudo na carreira internacional

Antes admiradora de Anitta, Pabllo lançou recentemente uma música com a carioca, juntamente ao grupo norte-americano Major Lazer. “Sua Cara” deve ganhar clipe em breve, com um cenário de dar inveja: o deserto do Saara, no Marrocos.

 Rainha das drags no YouTube

Atualmente, o vídeo “K.O.” – com mais de 29 milhões de visualizações – é o clipe de uma artista drag queen mais visto na rede social, desbancando até “Mama” RuPaul, que é talvez a drag mais famosa do mundo e comanda o seu próprio reality de competição “Drag Race”!

Pabllo é uma artista eclética

Pop, samba, trap, tecnobrega, forró, funk carioca, dance-pop e MPB: um pouquinho de tudo no primeiro álbum da cantora, chamado “Vai Passar Mal”. Com produção do norte-americano Diplo, Rodrigo Gorky do Bonde do Rolê e Maffalda, o álbum mostra uma nova cara do pop brasileiro, com suas influências diversas.

Ela fez (e ainda vai fazer) história no mundo da música

Pabllo é a primeira drag queen a ter mais de 1 milhão de reproduções em todas as faixas de um único álbum no Spotify! Ela ainda conseguiu colocar duas músicas no Top 10 brasileiro ao mesmo tempo: “Sua Cara” e “K.O.”. Essa estrela promete, sim ou claro?