'Nos masturbamos juntos algumas vezes', diz Paul McCartney sobre John Lennon

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2018 18h19
Reprodução<p>McCartney e Lennon no início dos Beatles</p>

Paul McCartney surpreendeu a todos em uma nova entrevista dada para a revista GQ. Isso porque, ao relembrar momentos íntimos que passou com seus antigos companheiros de Beatles, revelou que se masturbou ao lado de John Lennon algumas vezes.

“Eu estava na casa do John, era um grupo pequeno. Ao invés de ficarmos bêbados e dar uma festa, nem sei se íamos passar a noite lá ou algo assim, estávamos sentados nas cadeiras e as luzes estavam apagadas e alguém começou a se masturbar, então todos fizemos o mesmo”, contou.

“Eu acho que foi uma vez só. Talvez duas. Não era algo grande. Mas é o tipo de coisa em que você não pensa muito. Era só uma coisa de grupo. É, é um pouco pervertido quando você pensa nisso. Tem tantas coisas que você faz quando é jovem e depois pensa ‘nossa, eu fiz mesmo isso?’. Mas era uma diversão inocente, ninguém se machucou”, brincou.

Paul disse ainda que, para eles se “estimularem”, costumavam gritar nomes de mulheres bonitas, como “Brigitte Bardot”. A brincadeira só terminava com piadinhas do sempre bem humorado Lennon, que chegou a gritar “Winston Churchill” em uma dessas ocasiões para acabar de vez com a excitação dos amigos.

Na última sexta-feira (7),  McCartney lançou seu novo álbum de inéditas, o Egypt Station, 17º de sua carreira solo. O disco possui 16 faixas, todas já disponíveis no YouTube e nas plataformas de streaming, sendo que uma delas, Back in Brazil, faz uma homenagem especial ao nosso país.

Ele também divulgou o videoclipe dessa canção e nos mandou um recado fofo: “Happy Independence Day, Brazil” (em tradução, “feliz dia da independência, Brasil”).

Sucessor de New (2013), Egypt Station foi gravado em Los Angeles, Londres e Sussex e produzido por Greg Kurstin (Adele, Beck, Foo Fighters).