“Ofensa não é opinião”, diz Lexa para jornalista que fez crítica ao seu CD

  • Por Jovem Pan
  • 29/11/2015 16h31
Reprodução/ Instagram<p>No Instagaram, Lexa pede respeito ao funk</p>

Na madrugada deste domingo (29), Lexa foi para as redes sociais se manifestar sobre uma crítica que viu sobre o álbum “Disponível”, seu primeiro. No quadro “Hora da Venenosa”, o comentarista Lombi fez jus ao nome da atração e disse que jogaria o CD no rio Tietê, conhecido pela poluição.

Lexa entendeu que a crítica foi por causa dela ser uma artista do funk e, no Instagram, respondeu a esse comentário com um texto sobre a importância de descontruir a imagen negativa do gênero.

“Hoje fui desrespeitada da pior maneira possível. Um senhor chamado Lombi, @fabiolareipert e um outro apresentador falaram do meu trabalho de forma grosseira e humilhante. São noites sem dormir, longe da família, dentro de estúdio trabalhando sem parar… não só eu como mais de 100 pessoas em volta. Todo e qualquer trabalho merece RESPEITO”, disse a cantora na rede social.

“O tal senhor disse que jogaria meu CD no Tietê, ao vivo num programa de TV. Jogaria porque é um CD de funk? E se fosse de MPB ele iria guardar? Eu tenho muito orgulho e paixão pelo que faço, pelo funk e pela música em geral. E não suporto PRECONCEITO. Venho através desse texto dizer que sempre respeitei e respeitarei o trabalho de todos os jornalistas, e que ofensa não é opinião”, destacou.

Por fim, Lexa reforçou que não desistirá de seus sonhos e que sente tristeza pelos apresentadores do quadro.