Pai de Amy Winehouse critica premiação de documentário: “Negativo, rancoroso e errôneo”

  • Por Jovem Pan
  • 29/02/2016 13h57
Divulgação<p>Cantora faleceu em 2011 após uma vida de abusos de drogas e álcool</p>

Na noite do último domingo (28) a premiação do Oscar fez todo mundo parar em frente a televisão para prestigiar os maiores trabalhos do cinema segundo a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Depois de ser recorde de bilheteria no Reino Unido e ficar entre os mais assistidos da Netflix, o documentário sobre Amy Winehouse, dirigido por Asif Kapadia, foi premiado como o melhor de sua categoria, causando comoção na plateia.

“Amy não era uma pessoa de tabloide. Era alguém que precisava ser cuidada. Queríamos mostrar quem ela era de verdade. Ela só precisava de amor”, disse o diretor em seu discurso de agradecimento.

Obviamente, Mitch Winehouse, pai da estrela e que vem criticando a obra desde o lançamento, não perdeu tempo em novamente bradar seu desgosto.

“Sempre orgulhoso do meu bebê. Amy não irá ganhar um Oscar. Apenas Asif Kapadia. Isso sempre foi sobre… Asif. Ele enganou a todos. Não irei mudar minha posição porque o filme ganhou um Oscar. É um retrato negativo, rancoroso e errôneo da Amy. E iremos consertar isso”, postou em seu Twitter.

Vale lembrar que o empresário já declarou por algumas vezes que tem intenção de produzir um documentário sobre a vida da filha e que conte uma história “mais justa”, segundo ele, mas o projeto ainda não saiu do papel.

Confira aqui as postagens: